Em encontro com brasileiros, Papa adverte sobre envolvimento com a política

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI afirmou que os sacerdotes devem evitar um "envolvimento em primeira pessoa com a política", ao receber hoje um grupo de bispos brasileiros em visita de caráter "ad limina".

No encontro, realizado na residência apostólica de Castel Gandolfo, o Pontífice ressaltou a necessidade de impedir uma secularização de sacerdotes e uma clericalização de leigos.

De acordo com Bento XVI, os laicos devem se empenhar "na realidade, através do envolvimento político, segundo a visão antropológica cristã e a doutrina social da Igreja", enquanto os sacerdotes precisam evitar "o envolvimento em primeira pessoa com a política".

"É importante que todos ajam segundo a própria condição, porque os sacerdotes devem favorecer a união e a comunhão de todos os fiéis e permanecer sempre como ponto de referência para todos", declarou.

O grupo de brasileiros era composto por 22 bispos da Regional Nordeste 2 (que compreende os estado de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Ainda no encontro, o Pontífice enviou uma mensagem para que "a bem-aventurada Virgem Maria interceda por todo o povo de Deus no Brasil, para que pastores e fiéis possam, com coragem e alegria, anunciar abertamente o mistério do Evangelho".
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Em encontro com brasileiros, Papa adverte sobre envolvimento com a política