Em Assembléia da ONU, Bachelet falará sobre papel dos Estados

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
A presidente do Chile, Michelle Bachelet, irá pedir, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, que "a queda da economia real não se associe a uma queda social".

Em entrevista à rádio Cooperativa, Bachelet declarou que sua mensagem insistirá no "papel insubstituível dos governos. Vou levar uma grande mensagem sobre como fazer os esforços possíveis para que a queda da economia não se associe a uma queda social".

"É necessário fortalecer e incluir todas as regulamentações necessárias para evitar que abusos como os que vimos possam voltar, precisamos de reformas nas instituições financeiras multilaterais, de maneira que tenham atribuições para detectar previamente os problemas", continuou a presidente.

Bachelet demonstrou também sua preocupação pelo fato de que as grandes entidades financeiras, que receberam ajuda dos Estados, "estejam voltando a ter títulos milionários para seus altos diretores".

"Nossa preocupação é que não queremos que alguns estejam esperando que passe a turbulência e continuem fazendo as coisas como antes", declarou.

A governante chilena, que participará de sua última assembleia como chefe de Estado de seu país, disse também esperar "que as lições tenham sido aprendidas".

A Assembleia Geral da ONU ocorrerá entre os dias 23 e 25. Bachelet encerrará seu mandato no início do próximo ano.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Em Assembléia da ONU, Bachelet falará sobre papel dos Estados