Eleitores de Criciúma vão às urnas escolher prefeito

Fonte Agência Brasil 03/03/2013 às 10h

Criciúma (SC) - Cerca de 140 mil eleitores do município de Criciúma, em Santa Catarina, voltam às urnas hoje (3) para escolher o prefeito. O quinto maior colégio eleitoral do estado terá seis candidatos na disputa: Fábio André Brezola (PT), Américo Ricardo Cardoso de Faria (DEM), Ronaldo José Benedet (PMDB), Cintia dos Santos (PSTU), Márcio Burigo (PP) e Rodrigo Maciel (PCB).

A Justiça Eleitoral convocou o pleito porque, em novembro do ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou a candidatura de Clésio Salvaro, do PSDB, que estava concorrendo à reeleição. Ele obteve mais de 76% dos votos no primeiro turno da disputa em 2012, mas não pôde assumir porque foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa. O TSE decidiu que Salvaro está inelegível até 2016 porque foi condenado, em 2008, por abuso de poder econômico e dos meios de comunicação.

Em mais oito municípios brasileiros, os eleitores também vão escolher prefeitos neste domingo. Além disso, no dia 7 de abril, pelo menos 14 cidades realizam o pleito. Ainda há a possibilidade de que novas eleições sejam marcadas em outros municípios no decorrer do ano, porque alguns prefeitos assumiram o cargo por meio de liminares, que ainda estão em análise da Justiça.

A eleição do ano passado foi a primeira feita com base na Lei da Ficha Limpa. Criada por iniciativa popular, a norma barra a candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisão colegiada. A lei também impede a posse dos que renunciaram ao mandato quando já havia pedido de abertura de processo.

Para agilizar a apuração dos votos em Criciúma, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Santa Catarina vai experimentar um novo processo. O projeto Apuração Ágil permite que os votos registrados nas urnas eletrônicas sejam transmitidos ao TRE pelo celular.

A memória da urna, semelhante a um pen drive, é conectada a um celular que contém uma aplicação desenvolvida pelo próprio tribunal. Os dados são reunidos em um arquivo e transmitidos por meio da rede de internet móvel, diretamente para o servidor do TRE.

O tribunal garante que o envio dos dados será feito por um canal seguro, criptografado e protegido. Ainda não há previsão do horário de término da apuração.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 03/03/2013 ás 10h

Compartilhe

Eleitores de Criciúma vão às urnas escolher prefeito