Eleições em Honduras marcam primeiros discursos da Cúpula Ibero-Americana

Fonte Agência Brasil 30/11/2009 às 10h

Sob o impacto das eleições em Honduras, começou hoje (30) em Estoril, cidade próxima a Lisboa, a 19ª Cúpula Ibero-Americana, com a participação de chefes de Estado e representantes de 22 países. Com o tema Inovação e Conhecimento, a expectativa é que seja discutida inovação tecnológica como instrumento para o desenvolvimento e a superação dos efeitos da crise econômica global.

Mas foram o resultado das eleições em Honduras e os preparativos para a Conferência do Clima em Copenhague que marcaram os discursos oficiais que abriram a Cúpula de Estoril. O reconhecimento do pleito hondurenho deste domingo (29), que elegeu Porfirio Lobo, divide os países latino-americanos. Para dissipar eventuais dúvidas acerca da posição brasileira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reforçou, ao chegar a Portugal, que não reconhecerá as eleições hondurenhas.

A Cúpula Ibero-Americana também servirá de preparação para a Conferência do Clima de Copenhague, na próxima semana. Para o anfitrião do encontro, o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, a inovação tecnológica é questão estratégica. “Toda capacidade de inovação será exigida para responder ao mais sério desafio global: as mudanças climáticas”, alertou

A Cúpula de Estoril também deveria discutir a tensão entre a Colômbia e a Venezuela envolvendo o uso de bases militares colombianas pelos Estados Unidos para combater o narcotráfico, mas a ausência do presidente Hugo Chávez em Estoril deve esvaziar o debate. Outro ponto previsto é a negociação entre Mercosul e União Europeia para um acordo de livre comércio.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 30/11/2009 ás 10h

Compartilhe

Eleições em Honduras marcam primeiros discursos da Cúpula Ibero-Americana