Economia alemã deve sofrer redução no segundo semestre devido à crise na zona do euro

Fonte Agência Brasil 30/05/2012 às 9h
O Instituto de Economia de Berlim (DIW) calcula que o crescimento da economia alemã no segundo trimestre de 2012 será reduzido a pouco mais da metade do registrado nos três primeiros meses deste ano. Para o DIW, a principal razão para a redução do crescimento é a crise das dívidas soberanas na zona do euro, que afetará as exportações alemãs.

Pelos dados do instituto, o Produto Interno Bruto Alemão (PIB) deverá crescer 0,3% entre abril e junho, depois de ter tido aumento de 0,5% nos três primeiros meses deste ano, surpreendendo as autoridades e analistas econômicos.

"As empresas alemãs continuam a se beneficiar bastante do forte crescimento nos países emergentes, mas as exportações para a zona do euro devem ser reduzidas em decorrência da crise", observou o chefe do Departamento de Estudos sobre a Conjuntura do DIW, Ferdinand Fichtner.

Segundo Fichtner, o consumo privado deve ser “um importante suporte" do crescimento econômico alemão. Ele também mencionou a redução no número de desempregados nas áreas de indústria e serviços, assim como a manutenção dos salários nesses setores.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 30/05/2012 ás 9h

Compartilhe

Economia alemã deve sofrer redução no segundo semestre devido à crise na zona do euro