DuPont divulga balanço dos projetos socioambientais destinados ao campo

Fonte BIA – Bureau de Ideias Associadas 11/03/2013 às 12h

Números mostram que a plataforma Segurança e Saúde no Campo, focada no uso correto e seguro de defensivos agrícolas, atingiu quase 850 mil pessoas no Brasil nos últimos anos

São Paulo (SP) – A área de segurança de produtos e meio ambiente da DuPont Brasil Produtos Agrícolas divulgou há pouco um balanço dos resultados obtidos em 2012 com a execução de seus projetos de caráter socioambiental. Segundo a companhia, os cinco programas abrangidos pela plataforma Segurança e Saúde no Campo atingiram quase 155 mil pessoas. No acumulado dos últimos anos, o número salta para acima de 850 mil pessoas beneficiadas no território nacional.

Além de um projeto homônimo, a plataforma Segurança e Saúde no Campo é formada também pelos programas DuPont na Escola, DuPont Mulheres no Campo, DuPont Natureza e DuPont na Universidade. Todos têm o objetivo de difundir as boas práticas agrícolas e contribuir para o uso correto e seguro de defensivos agrícolas nas lavouras. Cada projeto focaliza um público diferente.

Destinado a agricultores e trabalhadores rurais, o programa Segurança e Saúde no Campo visa também a estimular o uso de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual. Os dados de 2012 assinalam que a ação da companhia contribuiu para que cerca de 650 mil kits desses equipamentos tenham chegado ao campo nos últimos anos.

Já o programa DuPont na Escola, voltado a crianças de escolas rurais com idades entre 7 anos e 10 anos, beneficiou 12 mil alunos ao longo de 2012. Estendido a todas as regiões agrícolas brasileiras, o projeto incentiva a produção de trabalhos artísticos e literários apoiados no tema boas práticas agrícolas, bem como na valorização da vida no campo e no papel central desempenhado pelo agricultor que produz alimentos saudáveis. Os alunos e as escolas participantes receberam computadores e impressoras doados pela DuPont.

O gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente da DuPont para o Brasil, Maurício Fernandes, comemora ainda os dados provenientes do programa Mulheres no Campo, que se vale da ajuda das esposas e filhas de agricultores para incentivar a adoção de boas práticas agrícolas e o uso correto e seguro de agroquímicos nas propriedades. Adotado em caráter experimental em 2010, o projeto teve em 2012 a sua segunda edição oficial, com 4 mil mulheres participantes no período e um total acumulado de 9 mil.

Os programas DuPont na Universidade e DuPont Natureza, por sua vez, fecharam 2012 com aproximadamente 3,5 mil participantes. O primeiro é aplicado por engenheiros agrônomos da DuPont em faculdades de agronomia e escolas técnicas agrícolas; o segundo contempla a formação de parcerias com entidades socioambientais e o poder público tendo em vista a preservação de áreas de proteção ambiental e reservas legais.

De acordo com Maurício Fernandes, a expectativa da DuPont para o ano de 2013 é que sua equipe de sustentabilidade e meio ambiente obtenha um crescimento mínimo de 10% nos números da plataforma Segurança e Saúde no Campo.

BIA – Bureau de Ideias Associadas
Fonte BIA – Bureau de Ideias Associadas 11/03/2013 ás 12h

Compartilhe

DuPont divulga balanço dos projetos socioambientais destinados ao campo