Dois primeiros dias têm mais de 1,15 milhão de inscritos

Fonte Ascom - MEC 30/05/2012 às 21h
Em apenas dois dias, mais de 1,15 milhão de estudantes inscreveram-se na edição 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O balanço foi apresentado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na manhã desta quarta-feira, 30, no programa de rádio Hora da Educação, produzido pela Assessoria de Comunicação Social do MEC.

As inscrições para o Enem, feitas pela internet, tiveram início na segunda-feira, 28, e vão se estender até 15 de junho. “As inscrições são um sucesso. Em dois dias, já tivemos mais de 1 milhão e 150 mil inscritos, que acessaram a internet de forma bem tranquila”, disse o ministro. “Devemos ter um crescimento bem importante no número de inscritos este ano.”

O destaque do programa foi a mudança na correção da prova de redação, que ganha cinco critérios de competência e uma redução na discrepância da nota final. A diferença de pontuação entre os dois corretores passa de 300 para 200 pontos. Um terceiro corretor lerá a redação em casos de discrepância entre essa nota final ou entre as competências.

Se ainda assim persistirem discrepâncias, o texto será encaminhado para uma banca final. “O filtro é muito mais rigoroso. A convergência da redação é muito mais consistente e objetiva. Nós damos muito mais segurança de ter uma excelente correção para que o aluno competir em iguais condições com os outros milhões de concorrentes”, explicou. Em julho, será publicado um manual da redação com exemplos de boas redações.

Mercadante comentou a ampliação da logística para garantir a segurança na aplicação do exame, em 3 e 4 novembro. “Triplicamos os itens que precisarão ser checados, ou seja, serão 3.349 pontos de monitoramento para a segurança do Enem, que é o segundo maior exame do mundo. Só perde para a China”, disse.

O caráter republicano do Enem também foi ressaltado pelo ministro. O Enem permite acesso ao Programa Universidade para Todos (ProUni), ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), às universidades públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e ao programa Ciência sem Fronteiras. O Enem também certifica o estudante que não concluiu de forma regular o ensino médio. A partir de 2012, a nota de corte para a certificação sobe de 400 para 450 pontos em cada área e será de 500 na redação.

Ascom - MEC
Fonte Ascom - MEC 30/05/2012 ás 21h

Compartilhe

Dois primeiros dias têm mais de 1,15 milhão de inscritos