Djalminha se prepara para estreia no III Mundialito de Futevôlei 4x4 SulAmérica

Fonte RPM Comunicação 25/02/2013 às 22h

 

Ex-jogador comandará um dos times do Brasil pela primeira vez no torneio

Rio de Janeiro, fevereiro de 2013 - Ídolo em todos os clubes pelos quais jogou, com destaque para o Flamengo, Palmeiras e La Coruña, Djalminha abandonou os campos em 2004, mas não aposentou uma paixão dos tempos de bola: o futevôlei. Em março, nos dias 9 e 10, ele volta a usar a camisa do Brasil e disputa pela primeira vez o Mundialito de Futevôlei 4x4 SulAmérica, nas areias da Praia de Copacabana. A entrada para os jogos é gratuita.

"A expectativa é grande. Só poderei treinar com o meu time mais perto do campeonato, porque eles não são do Rio. Mesmo à distância, estamos nos preparando. Espero que a torcida lote a arena e que, jogando em casa, ao lado dos companheiros, consiga levantar mais um troféu", diz Djalminha. Ele conta ter assistido na arena às outras edições do Mundialito e torce para que os dois times brasileiros repitam as ótimas atuações de outros anos.

Já estão confirmadas também as participações das seleções de Paraguai, Uruguai, Espanha, Portugal, Argentina e Itália. O Paraguai, campeão em 2011, quer novamente a taça e para isso contará com a experiência de Gamarra, velho conhecido da torcida brasileira com passagens pelo Corinthians e o Flamengo. Já a Itália terá o ex-zagueiro Fabio Grosso, campeão do mundo em 2006, como líder Pelo segundo ano consecutivo, Claudio Caniggia será o capitão da Argentina, enquanto Donato, brasileiro naturalizado espanhol, comandará a Fúria. Liderado por Renato Gaúcho, o Brasil lutará pelo bicampeonato.
"O Brasil do Renato tem o favoritismo por ser o atual campeão, mas precisamos tomar cuidado com os paraguaios. Jogar no Rio vai ser muito bom, espero poder conquistar o título em casa. Quero que a torcida lote a arena. Fui ao evento nos outros anos, o evento foi maravilhoso e espero que esse ano os dois times brasileiros cheguem à final," comentou o estreante Djalminha.

Diferentemente do futevôlei tradicional, a modalidade 4x4 tem quatro jogadores em cada equipe e a rede é mais baixa, o que imprime maior dinamismo à partida. O formato foi desenvolvido pensando em entretenimento, com foco no público e nas transmissões da televisão, o Mundialito de Futevôlei 4x4 representa uma quebra de paradigmas e tem com objetivo ajudar na profissionalização do esporte.

Na fase classificatória, nos dia 9 de março, as partidas serão disputadas em set de 25 pontos. A final será jogada em melhor de três sets, sendo os dois primeiros terminando em 15 e o tie-break em 10 pontos.

O Mundialito de Futevôlei 4x4 tem patrocínio da SulAmérica Seguros, Previdência e Investimentos, Redecard, SKY, Casa & Vídeo, Rexona, OLX, Correios, Caixa, Produtos Azulim e apoio da Wise up, Drogaria Venâncio e Metrô. A realização é da Federação de Futevôlei do Estado do Rio de Janeiro (Futerj). O evento é chancelado pela Federação Internacional de Futevôlei (FIFv) e conta com apoio e parceria da IMX. Esse projeto foi viabilizado pelo Governo Federal por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério dos Esportes.
História do esporte
Líder do ranking mundial do esporte, o Brasil é o berço do futevôlei, que começou a ser praticado nas praias do Rio na década de 1960 e foi inicialmente batizado "pévolei". Grandes jogadores de futebol profissional, como os tricampeões mundiais Jairzinho e Fontana e o atacante argentino Doval estão entre os primeiros craques a experimentar a nova modalidade.

As primeiras associações e federações estaduais de futevôlei foram criadas na década de 1990. Em 1998, surgiu, em Goiânia, a Confederação Brasileira de Futevôlei (CBFv), que organizou os primeiros campeonatos nacionais oficiais, em que se destacaram jogadores como Renan, Helinho, Dico e Guigui, entre outros.

A partir de 2002, a entidade promove, anualmente, o Circuito Brasileiro masculino principal. O ano de 2002 também marcou a fundação da Federação Internacional de Futevôlei (FIFv). No ano seguinte, foi disputado o primeiro Mundial da modalidade, em Atenas, Grécia, com a participação de 18 duplas de 14 países. Helinho e Magrão trouxeram o primeiro título mundial para o Brasil. Em 2004, o país sediou seu primeiro Mundial, jogado em Brasília e vencido pela dupla Belo/Marcelinho.

As mulheres começaram a ganhar espaço em 2006, quando a CBFv oficializou o primeiro Campeonato Brasileiro na categoria feminina, em Goiânia. As campeãs foram Marcinha/Lana. No mesmo ano, teve lugar o primeiro campeonato nacional de categorias de base (sub-17), vencido por Cicinho/Wilsinho.

O I Circuito Mundial Masculino de Futevôlei foi jogado em 2007. Dali em diante, os brasileiros vêm mantendo a hegemonia na modalidade.

Sobre a IMX
A IMX é uma joint-venture de esportes e entretenimento dos Grupos EBX e IMG Worldwide. Com sede no Rio de Janeiro, atuação nacional e conexão internacional, a IMX nasce com o objetivo de ser uma das principais empresas do setor no país. As áreas de atuação dividem-se em três pilares: Esportes (criação e produção de eventos, consultoria e gerenciamento de talentos), Entretenimento (realização de shows e artes cênicas) e Venues (construção, gestão e operação de estádios, arenas e centros de convenções). O portfólio da IMX para 2012 inclui projetos como a gestão do time de vôlei RJX e eventos como UFC (MMA), Volvo Ocean Race (vela), Megarampa (skate), LPGA Brasil Cup (golfe), Mundial de Futevôlei 4x4, Travessia dos Fortes (natação), Vert Jam (esportes radicais), FMX (motocross), Desafio Corcovado (ciclismo), Rio International Triatlon e Rio Urban (cultura urbana), entre outros.

Sobre a SulAmérica
A SulAmérica Seguros e Previdência é um dos maiores conglomerados empresariais brasileiros, com 117 anos de história, atuando nos segmentos de seguros, previdência e investimentos. A seguradora investe constantemente em ações que proporcionem qualidade de vida e bem-estar da população. No Rio de Janeiro, a companhia investe na realização de eventos esportivos e a Rádio SulAmérica Paradiso, que leva informação, prestação de serviços e boa música aos cariocas todos os dias.

RPM Comunicação
Fonte RPM Comunicação 25/02/2013 ás 22h

Compartilhe

Djalminha se prepara para estreia no III Mundialito de Futevôlei 4x4 SulAmérica