Dívida ameaça agricultores do Nordeste, diz Cícero Lucena

Fonte Agência Senado 16/04/2013 às 8h

O senador Cícero Lucena (PSDB-PB), em pronunciamento em Plenário nesta segunda-feira (15), cobrou a adoção de medidas que deem aos pequenos e médios produtores rurais do Nordeste uma “chance mínima” de acesso ao crédito. Ao chamar a atenção para a gravidade da seca que tem atingido a região, ele pediu apoio a seu projeto que anistia dívidas que – conforme salientou - o Banco do Nordeste já contabiliza como prejuízo:

- Podem e devem ser anistiados os pequenos agricultores que vêm enfrentando secas e condições precárias, não podendo gerar renda e cumprir com seus compromissos. Do jeito que vai, o Banco do Nordeste vai terminar sendo o maior latifundiário do Nordeste por tomar terra dos pobres agricultores - disse.

Cícero Lucena entende que o governo precisa ter melhor dimensão da seca no Nordeste, que tem provocado escassez de alimentos e expressivas elevações de preços. O senador também denunciou a falta de reajuste do Bolsa-Família, a insuficiência de carros-pipa cadastrados para o abastecimento em seu estado e as falhas no transporte de milho para a região.

Falecimento

Cícero Lucena abriu seu pronunciamento registrando o falecimento, aos 80 anos, de Dorgival Terceiro Neto, que exerceu o cargo de governador da Paraíba entre agosto de 1978 e março de 1979. O senador. solicitou um voto de pesar do Sendo Federal pela morte do ex-governador.

 

Agência Senado
Fonte Agência Senado 16/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Dívida ameaça agricultores do Nordeste, diz Cícero Lucena