Disponibilizar conexões sem fio em espaços comerciais deve ser o projeto de TI mais caro da década, diz estudo da Bain & Company

Fonte Agência Ideal 15/05/2013 às 20h

Consultoria desenvolveu calculadora para ajudar empresários na estimativa de custos com a implementação

São Paulo, 15 de maio de 2013 - Muitas empresas, principalmente de varejo, estão oferecendo conexões sem fio com a internet para clientes com o objetivo de aumentar a comodidade dos consumidores e melhorar a experiência com a marca. No entanto, disponibilizá-las dentro de um ambiente comercial não se resume a contratar um provedor e instalar um roteador. A empresa global de consultoria de negócios Bain & Company realizou um trabalho com diversas redes varejistas norte-americanas e descobriu que a instalação de redes Wi-Fi para clientes em lojas físicas deve ser o projeto mais complexo e caro para os departamentos de TI durante toda a década.

“Colocar Wi-Fi dentro de um ambiente comercial envolve uma série de decisões complexas e requer mais planejamento do que as áreas de tecnologia imaginam. Em nosso trabalho identificamos, por exemplo, que as empresas muitas vezes não sabem o que querem que os seus clientes façam por meio do Wi-Fi. Eles precisam acessar e-mails? Fotos? Streamings? Sem as respostas, o departamento de tecnologia provavelmente escolherá fornecedores, equipamentos e serviços inadequados”, comenta Jean-Claude Ramirez, sócio da Bain & Company.

Além disso, as empresas precisam pensar nos custos envolvidos para armar uma arquitetura de Wi-Fi eficiente. Para ajudá-las na estimativa de valores, a Bain desenvolveu uma ferramenta que permite calcular o quanto pode ser gasto com um projeto de implantação de rede sem fio em lojas físicas nos Estados Unidos. O sistema considera informações como o número de lojas, área e quantidade de usuários que podem acessar o sistema ao mesmo tempo. A calculadora está disponível em www.bain.com/wifi.

“Este tipo de implementação deve ser considerado como um projeto de negócios que tem suporte do TI, e algo exclusivo da área de TI. É necessário o envolvimento de muitas partes da organização, dos gerentes de lojas à área de marketing. Seis meses são ideais para fazer o planejamento integrado com as equipes e obter um sistema funcional que realmente agregue valor ao estabelecimento comercial”, finaliza Ramirez.

 

Sobre a Bain & Company, Inc.

A Bain & Company, empresa líder global em consultoria de negócios, orienta clientes em relação a estratégias, operações, tecnologia, constituição de empresas, fusões e aquisições, desenvolvendo práticas que assegurem aos clientes transparência nos processos de mudança e tomada de decisões. A Consultoria trabalha em sinergia com os clientes, vinculando seu fee aos resultados. O desempenho dos clientes da Bain superou o mercado de ações em 4 para 1. Fundada em 1973, em Boston, a Bain conta com 49 escritórios em 31 países e já trabalhou com mais de 4.600 empresas entre multinacionais e companhias privadas e públicas em todos os setores da economia. Para mais informações, acesse: www.bain.com.br. Twitter: @BainAlerts.

 

Agência Ideal
Fonte Agência Ideal 15/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Disponibilizar conexões sem fio em espaços comerciais deve ser o projeto de TI mais caro da década, diz estudo da Bain & Company