Discovery mostra como foi construída a maior Linha de Transmissão da América Latina

Fonte Imprensa - Discovery/Tim/Isolux Infrastructure 30/03/2013 às 18h

Projeto fruto da parceria entre TIM, Isolux Infrastructure e setor público permitirá o aumento em 100 vezes da capacidade de voz e dados e oferecerá serviços a preços mais competitivos nos Estados do Amazonas, Amapá e Pará

Em episódio especial de COMO SE RESOLVE que será exibido naterça-feira, 02 de abril, à meia-noite (de segunda para terça-feira), ou seja, no 1º minuto de terça-feira, o Discovery mostra os bastidores da construção de um dos empreendimentos mais audaciosos do mundo em transmissão de dados: o “LT Amazonas”, uma parceria entre a operadora TIM, a Isolux Infrastructure e o setor público com o objetivo de aumentar a capacidade de transmissão de voz e dados nesta região, marcando a chegada da companhia em áreas remotas do norte do país.

O Brasil está em constante evolução, mas para que se consolide o crescimento é necessário haver mais e melhores redes elétricas e de telecomunicações conectando todo o país. A região norte, especialmente, enfrenta grandes desafios na área de telecomunicações, não somente pela enorme extensão, mas também pela dificuldade de se realizar obras em zonas inundadas, nas margens de rios e em meio à vegetação quase impenetrável. Tendo em vista este cenário, a operadora TIM e a Isolux Infrastructure iniciaram o “LT Amazonas” em outubro de 2011. A partir daí começou a construir a rede de transporte(backbone), via rede elétrica interligando as cidades de Tucuruí (PA), Macapá (AP) e Manaus (AM).

O consórcio LT Amazonas, formado pelas empresas Isolux Infrastructure e Manaus Transmissora, consiste na construção de 1.747 quilômetros de linhas de alta tensão (1.191 km e 556 km respectivamente), com total de 3.351 torres de 45 a 180 metros de altura que representaram um grande desafio por prever a construção de duas torres metálicas com mais de 295 metros de altura, para que 2.500 metros de cabo pudessem atravessar o Rio Amazonas.

Em depoimento concedido para o especial, o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ressalta a importância do projeto de conexão de linhas de transmissão em uma região onde a população enfrenta, também, grande dificuldade de acesso a serviços de telefonia e internet.

O especial destaca todas as dificuldades enfrentadas pelas equipes, como as cheias do Rio Amazonas, que fizeram com que a obra ficasse praticamente parada durante seis meses, e a colocação de estacas a mais de 40 metros de profundidade tendo a forte correnteza do rio como principal adversidade. Mario Girasole, VP de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM, explica: “Os desafios não são somente de origem tecnológica, mas especialmente de origem ambiental por tratar-se de uma das regiões mais complicadas do mundo para a realização deste tipo de projeto”.

 TIM vai formar comunidades de comunicação nas regiões remotas da Amazônia, onde será possível conectar-se a qualquer hora, seja na internet ou numa ligação, o que traz muitas possibilidades para o mercado regional.

A entrega do projeto está prevista para o próximo mês de agosto.

“Este projeto foi um dos mais complexos que a nossa companhia já enfrentou, tanto por suas dimensões como pelas dificuldades do território. Estivemos muito atentos às exigências ambientais e às comunidades localizadas no Amazonas”, conta Francisco Corrales, Country Manager da Isolux Corsán no Brasil.

Link para chamada do filme no Discovery:http://www.youtube.com/watch?v=hQWYSv9yyHg&feature=youtu.be

Discovery

O Discovery é uma marca global dedicada a criar conteúdo de alta qualidade baseado na vida real. Sua missão é informar, entreter e satisfazer a curiosidade de seu público, através de uma programação variada nas áreas de ciência, tecnologia, natureza, história, aventura humana e cultura mundial. Lançado nos Estados Unidos em 1985, e na América Latina, em 1994, o Discovery está presente em mais de 200 países e territórios.

©[2013] Discovery Communications, Inc. Discovery e o logotipo do Discovery são marcas da Discovery Communications, Inc. Todos os direitos reservados.

TIM

A TIM é a operadora que mais cresce no país. Atualmente, possui mais de 70 milhões de clientes e 26,92% de market share, consolidando-se na segunda colocação do mercado e na liderança do segmento pré-pago. O desempenho é fruto dos serviços inovadores da companhia, que levaram a marca, por exemplo, a ser apontada como a preferida da classe média dentre as empresas de telefonia móvel, segundo pesquisa do instituto Data Popular.

Outro foco da TIM é a qualidade da sua rede e do atendimento. No triênio que vai até 2015, a companhia aplicará em infraestrutura a maior parte dos R$ 10,7 bilhões previstos para investimentos no Brasil. Entre as negociações para expansão da rede também destacam-se a compra da Intelig, em 2009, e da AES Atimus, em 2011, que deu origem à TIM Fiber, com 5,5 mil quilômetros de fibra ótica no Rio e em São Paulo. Além disso, a empresa instalará rede de fibra ótica no Amazonas, Pará e Amapá, por meio da LT Amazonas, permitindo a inclusão digital da população de áreas remotas do país.

A TIM é ainda a única do setor de telecom a integrar o Novo Mercado da BM&FBOVESPA, reconhecido como nível máximo de governança corporativa. Faz parte também do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e do Índice de Carbono Eficiente (ICO2), ambos da BM&FBOVESPA. Para mais informações, acessewww.tim.com.br ouhttp://twitter.com/timtimportimtim.

Isolux Infrastructure

A Isolux Infrastructure, empresa participada pelo Grupo Isolux Corsán e pelo fundo canadense PSP, administra a concessão de rodovias, linhas de transmissão de energia de alta tensão e usinas de geração de energia fotovoltaica. O investimento dos projetos participados por Isolux Infrastructure é de mais de 7.300 M€. Os ativos da Isolux Infrastructure dividem-se em:

Concessões de Rodovias: possui mais de 1.600 quilômetros em concessão distribuídos em países como Índia (710 km em quatro concessões), Brasil (680 km), México (155 km em duas concessões) e Espanha (64 km).

Concessões de Linhas de Transmissão: administra e explora mais de 5.533 quilômetros entre o Brasil (3.328 km em cinco concessões), Índia (1.600 km) e os EUA (605 km).

Geração de energia solar fotovoltaica: A T-Solar é um dos principais produtores independentes de energia de origem solar fotovoltaico, dispõe de 284,5 MWp em operação e desenvolvimento distribuídos na Espanha, Itália, Índia, Peru, Estados Unidos e Porto Rico. Suas usinas solares fotovoltaicas em funcionamento geram mais de 320 GWh por ano, equivalente ao consumo anual médio de eletricidade de uma população de 114.000 habitantes.

Imprensa - Discovery/Tim/Isolux Infrastructure
Fonte Imprensa - Discovery/Tim/Isolux Infrastructure 30/03/2013 ás 18h

Compartilhe

Discovery mostra como foi construída a maior Linha de Transmissão da América Latina