Dilma se hospeda em hotel porque embaixada está temporariamente desocupada, dizem ministros

Fonte Agência Brasil/EBC 20/03/2013 às 8h

Vaticano – A presidenta Dilma Rousseff e comitiva se hospedaram em um hotel em Roma porque a Embaixada do Brasil na Itália está temporariamente desocupada, enquanto aguarda a chegada do novo embaixador Ricardo Neiva Tavares. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse hoje (20) à Agência Brasil que devido à transição entre embaixadores a presidenta não pôde se hospedar na residência oficial da representação brasileira.

“A Embaixada do Brasil está desocupada no momento, está entre dois embaixadores [José Viegas Filho, substituído por Ricardo Neiva Tavares]. Por isso, a presidenta está hospedada em um hotel”, explicou Patriota. “O embaixador Ricardo Neiva Tavares foi designado pela presidenta e o decreto com a remoção dele da União Europeia [onde está atualmente] foi publicado na sexta-feira [15].”

A ministra Helena Chagas, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, disse hoje (20) à Agência Brasil que a comitiva da presidenta, no Hotel Westin Excelsior, na Via Veneto, em Roma, ocupou 25 quartos e não 52, como foi publicado na imprensa.

Em geral, os presidentes da República ficam hospedados na residência oficial da Embaixada do Brasil, no centro histórico de Roma. Em 2005, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou hospedado no local para participar das cerimônias do enterro do papa João Paulo II.

A presidenta viajou acompanhada pelos ministros Antonio Patriota, Helena Chagas, Aloizio Mercadante (Educação) e Gilberto Carvalho (Casa Civil), além de assessores e seguranças. Dilma chegou no último dia 17.

A presidenta e sua comitiva ficaram três dias na Itália. Dilma participou da cerimônia que inaugurou o pontificado do papa Francisco. Hoje, ela se reuniu com o papa por cerca de meia hora, no Vaticano, em seguida embarcou de volta ao Brasil.

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 20/03/2013 ás 8h

Compartilhe

Dilma se hospeda em hotel porque embaixada está temporariamente desocupada, dizem ministros