Dilma lamenta morte do jornalista Roberto Civita

Fonte Agência Brasil 27/05/2013 às 14h

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff lamentou hoje (27) a morte do jornalista Roberto Civita, presidente do Conselho de Administração do Grupo Abril e criador da revista Veja, aos 76 anos. O empresário estava internado há três meses no Hospital Sírio-Libanês para correção de um aneurisma abdominal. Ele morreu às 21h41 de ontem (26) devido à falência múltipla de órgãos.

“Lamento a morte do empresário Roberto Civita. Sob o seu comando, a Editora Abril, consolidou-se como uma referência. Neste momento de tristeza, envio meu abraço solidário para sua mulher, Maria Antônia, seus filhos e amigos”, disse Dilma em nota de pesar.

O corpo de Civita está sendo velado, desde as 11h, no Cemitério e Crematório Horto da Paz, em Itapecerica da Serra (SP). O empresário assumiu o Grupo Abril nos anos de 1990, com a morte do pai Victor Civita. Nascido em Milão, na Itália, ele morou em Nova York, nos Estados Unidos, de 1939 a 1949. Em seguida mudou-se para São Paulo. Depois de interromper o curso de física nuclear na Universidade Rice, no Texas, fez jornalismo e economia na Universidade da Pensilvânia.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 27/05/2013 ás 14h

Compartilhe

Dilma lamenta morte do jornalista Roberto Civita