Dilma lamenta morte de jornalista Ruy Mesquita

Fonte Agência Brasil 22/05/2013 às 8h

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff divulgou nota de pesar pela morte do diretor do jornal O Estado de S.Paulo, Ruy Mesquita. Ele morreu ontem (21) às 20h40, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 25 de abril após o diagnóstico de um câncer na base da língua.

Dilma diz que Mesquita, que era conhecido como Dr. Ruy, “foi um homem de convicções” e “símbolo de uma geração da imprensa brasileira”, ao lembrar a criação do “inovador” Jornal da Tarde. “Neste momento de dor, presto a minha solidariedade à família e [aos] amigos”, conclui.

O presidente do Senado, Renan Calheiros também divulgou nota de pesar pela morte de Mesquita e diz que o país perde um grande brasileiro. "Lamentamos profundamente a morte do Dr. Ruy. Ele nos deixa como legado a luta em defesa da liberdade de expressão e da democracia, valores que o Estado de S.Paulo ajudou a construir no nosso país”, diz o texto.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 22/05/2013 ás 8h

Compartilhe

Dilma lamenta morte de jornalista Ruy Mesquita