Dilma exalta divergências como princípio da democracia, ao inaugurar o Mané Garrincha

Fonte Agência Brasil 18/05/2013 às 13h

 

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff aproveitou o discurso na inauguração do Estádio Nacional Mané Garrincha, hoje (18), para agradecer ao Congresso a aprovação da Medida Provisória 595, a MP dos Portos. Na presença do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e outras autoridades, a presidenta destacou que o Brasil tem demonstrado a sua capacidade de conviver com as divergências.

“A democracia não é o silêncio dos cemitérios. O silêncio dos cemitérios é para as ditaduras. A democracia é saber conviver com as divergências”, destacou Dilma Rousseff.

Ao inaugurar o quinto dos seis estádios que sediarão a Copa das Confederações, a presidenta disse que o desafio do Brasil sediar duas copas – das Confederaçãos e a do Mundo – além das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, mostra que o país é capaz de realizar eventos desse porte.

Ela ressaltou que a construção dos estádios gerou a criação de milhares de empregos, o que, a seu ver, é primordial ao demonstrar ao mundo que o país é capaz de gerar novos empregos em um momento de crise econômica por qual passam alguns países. Além de criar mais empregos para milhões de brasileiros das classes C, B e A, Dilma Rousseff ressaltou que os eventos dos portes da Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas de 2016 ajudarão a retirar brasileiros que ainda estão em situação de miséria extrema.

A presidenta também destacou que os estádios já inaugurados são exemplos claros de “construções de qualidade e modernidade com instalações simples e belas”. Dessa forma, acrescentou, os milhares de operários e empresários que participaram e ainda participam da construção dessas arenas responderam aos pessimistas de plantão que dizem que o país não é capaz de concluir as obras a tempo da realização dos eventos esportivos.

Dilma Rousseff chegou às 10h30 ao Estádio Nacional Mané Garrincha, acompanhada de ministros, parlamentares e dos governadores do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e do Ceará, Cid Gomes. Ao entrar no gramado do Mané Garrincha foi saudada com a música Isto aqui, o que é?, de Caetano Velloso.

Cercada por quatro crianças, Dilma deu o pontapé de inauguração do estádio. Logo em seguida o campo foi tomado por operários que cercaram a presidenta para tirar fotografias e cumprimenta-la.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 18/05/2013 ás 13h

Compartilhe

Dilma exalta divergências como princípio da democracia, ao inaugurar o Mané Garrincha