Dia Mundial da Reciclagem: na Ambev, 99% do lixo é reaproveitado

Fonte In Press Porter Novelli 20/05/2013 às 17h

ü Companhia reúne parceiros por meio do Ambev Recicla e organiza ações em todo o país para aumentar índice de reciclagem no Brasil;

ü Empresa aposta na embalagem de PET 100% reciclada, tecnologia própria e pioneira, para fomentar o reaproveitamento desse material;

Rio de Janeiro, maio de 2013 Por ter a preservação do meio ambiente como um de seus principais compromissos, a Ambev organiza e apoia ações voltadas para a reciclagem desde a sua criação.

Graças ao Sistema de Gestão Ambiental, adotado há duas décadas em todas as unidades fabris da companhia, atualmente 99,05,% dos subprodutos gerados no processo de fabricação de bebidas da Ambev são reaproveitados. Ou seja, praticamente não existe “lixo” residual da operação das fábricas da empresa. Nos últimos dez anos, a companhia diminui em 81% a quantidade de resíduo gerado nas unidades fabris, reduzindo assim a utilização de aterros e agregando valor aos subprodutos gerados.

O bagaço do malte, por exemplo, é destinado à alimentação de gado; o fermento é usado na composição de aromatizantes, assim como a levedura; a terra infusória chega a ser aproveitada na fabricação de tijolos; a polpa dos rótulos vai para reciclagem de papéis; o lodo das Estações de Tratamento de Efluentes se transforma em fertilizante orgânico; entre outros exemplos. A unidade fabril de Manaus atingiu o marco de 100% de reaproveitamento em 2012, um verdadeiro benchmark.

Ambev Vidros

Outra conquista da companhia em prol do reuso de materiais recicláveis é a Ambev Vidros, unidade voltada à fabricação de garrafas construída em 2008 que se tornou a maior recicladora de cacos de vidro na América Latina.

® Atualmente, 75% da matéria prima utilizada é formada por cacos de vidro oriundos de outras unidades da Ambev e de cooperativas parceiras.

® De cada dez garrafas produzidas, cerca de sete são fabricadas totalmente com material reciclado.

® Essa reciclagem de vidro resulta para a Ambev em uma economia de 30% de energia para a fusão dos fornos.

® 100 mil toneladas de material virgem deixam de ser consumidas anualmente.

® Unidade é pioneira no uso de biogás no forno de fusão, como recicladora. O gás é proveniente da estação de tratamento de efluentes da fábrica de bebidas da Ambev próxima.

® Graças à substituição de gás natural por biogás, 6200 toneladas de CO2 deixam de ser lançadas na atmosfera por ano e a energia economizada seria suficiente para abastecer 17. 200 casas por um mês.

® A Vidros conta também com um equipamento capaz de purificar o gás gerado no forno removendo até 99,95% de poluentes.

Como a preocupação com o descarte correto de resíduos da Ambev não se restringe a cuidar da questão dentro de seus muros, a companhia reúne suas iniciativas voltadas para a reciclagem de resíduos pós-consumo no programa Ambev Recicla. Em linha com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, as ações se concentram em cinco eixos: Educação Ambiental; Apoio às cooperativas; Pontos de coleta seletiva; Fomento ao Movimento de Reciclagem; Embalagens sustentáveis.

Ambev Recicla

A palavra reciclagem está presente no dia a dia da Ambev há décadas, mais precisamente desde os anos 80, quando a companhia apoiou a primeira iniciativa de coleta seletiva do Brasil, em Niterói, Rio de Janeiro. Já na década de 90, a Ambev ajudou na criação do CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), de quem permanece como parceira e mantenedora.

De lá para cá, inúmeras parcerias e projetos foram firmados. O trabalho desenvolvido em conjunto com as ONGs Ecomarapendi e Eccovida, por exemplo, ilustra como é relevante o apoio a cooperativas de reciclagem, a educação e a valorização dos agentes ambientais, responsáveis pela coleta e triagem dos resíduos recicláveis. A Ambev atua de forma presente na estruturação de cooperativas modelos e já beneficiou mais de 2.000 catadores em todo o país, com capacitação e doação de equipamentos. Em dez anos, mais de 28 mil toneladas de resíduos foram coletadas.

Além do apoio a cooperativas, a companhia investe em ações de educação ambiental, como caminhadas ecológicas, uma plataforma digital de educação ligada ao site Recicloteca – um completo banco de dados referentes ao tema –, material de comunicação educativo, e também palestras a estudantes, funcionários e diversos grupos da sociedade. Afinal, mudar hábitos é um esforço que exige conscientização. Desde os anos 90, mais de 5 milhões de pessoas já foram impactadas diretamente com essas ações de sensibilização e engajamento, que visam o correto descarte de embalagens.

Ações educativas ao longo da semana do Dia Mundial da Reciclagem

Para fomentar a reciclagem e conscientizar a população quanto à importância do descarte correto de resíduos, a Ambev e os parceiros do Ambev Recicla irão organizar uma série de iniciativas em todo o país:

A cooperativa Arpa, em Manaus, fará uma caminhada ecológica com cerca de 600 alunos para recolher material reciclável de porta em porta e distribuir panfletos educativos. A Ambev também abrirá suas portas na capital amazonense para recebe cooperados da Arpa afim de compartilhar melhores práticas com os agentes de reciclagem.

No Rio de Janeiro, as ONGs EccoVida e Ecomarapendi também terão atividades especiais. A primeira irá organizar uma caminhada de conscientização na comunidade de Honório Gurgel para coletar material reciclável e estimular a população a separar os resíduos. Já a Ecomarapendi receberá grupos escolares em suas instalações e fará palestras educativas para alunos de escola parceiras da organização.

Em São Paulo, a Cooper Viva Bem terá atividades de conscientização da população e também integração entre cooperados e familiares para apresentar iniciativas do Ambev Recicla. Juntas, as ações irão impactar diretamente cerca de 3.500 pessoas.

Os pontos de coleta seletiva também são uma importante frente de ação do trabalho da Ambev para aumentar os índices de reciclagem no país. A companhia mantém junto com a ONG EccoVida 10 eccopontos em cidades fluminenses, por exemplo. Por meio deles, já foram coletadas 600 toneladas de material reciclável. Um trabalho feito por 160 catadores.

Em paralelo, hoje, todos os eventos proprietários da Ambev, como o circuito de rodeios no interior de São Paulo e a festa Skol Sensation, contam com campanhas de educação e separação de materiais recicláveis, além de inciativas para engajar o público na causa. Como resultado, mais de 4,5 milhões de pessoas já foram impactadas; 600 catadores estão envolvidos nas ações; e houve mais de 110 toneladas coletadas e enviadas à reciclagem.

As principais embalagens usadas pela Ambev são as garrafas de vidro e as latas de alumínio, essas com índice de reciclagem superior a 98% no Brasil. Independentemente, a companhia investe continuamente no desenvolvimento de embalagens de PET mais sustentáveis, com menor gramatura, rótulo e tampa. Recentemente, a empresa colocou no mercado uma nova tecnologia capaz de transformar o cenário da reciclagem no país, a garrafa de PET 100% reciclada.

® PET 100% reciclada

- Um produto pioneiro no Brasil que só nos primeiros meses após seu lançamento no final do ano passado já representou uma economia de 1,3 milhão de quilos de material virgem.

- Até o final de 2013, a Ambev prevê retirar mais de 130 milhões de garrafas de plástico do lixo – qualquer garrafa PET, independentemente da cor, pode ser totalmente reciclada e retornar ao consumidor como uma nova embalagem.

- Processo de produção consome 70% menos de energia em relação à produção de resina virgem; o que reduz em 70% a emissão de CO2 na atmosfera; e ainda economiza água.

Ao mesmo tempo, a Ambev tem estimulado as garrafas de vidro retornáveis. Para isso relançou o Guaraná Antarctica de 1 litro e estreou com as embalagens de 1 litro (o chamado litrão) e de 300 ml de cerveja.

“A questão da destinação correta dos resíduos precisa ser enfrentado pelos múltiplos agentes envolvidos na cadeia. Todos têm o seu papel e estamos buscando fazer o nosso da melhor maneira possível, com trabalho em rede e parcerias sólidas”, afirma Ricardo Rolim, diretor de relações socioambientais da Ambev.

Cenário da reciclagem no Brasil*

® 27 milhões de brasileiros e 766 municípios do país (14% do total) já contam com coleta seletiva;

® As regiões sul e sudeste concentram a maioria dos municípios com coleta seletiva (86%). Os outros 14% estão distribuídos pelas regiões norte, nordeste e centro-oeste;

® Em grande parte das cidades (88%) onde há coleta seletiva o recolhimento é feito de porta em porta. Os pontos de entrega voluntária também são alternativas para a população, 53% das pessoas afirma participar por meio da entrega de seu lixo reciclável nos PEV’s. E tanto o apoio quanto à contratação de cooperativas de catadores ocorre em 72% das cidades.

® Hoje há cerca de 800.000 catadores de material reciclável no país;

*Dados do CEMPRE

www.ambev.com.br

@ambevbrasil

In Press Porter Novelli
Fonte In Press Porter Novelli 20/05/2013 ás 17h

Compartilhe

Dia Mundial da Reciclagem: na Ambev, 99% do lixo é reaproveitado