Devolução de cheques sem fundos é a menor dos últimos 12 meses

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
 As devoluções de cheques por falta de saldo na conta corrente atingiram 1,94%, em setembro. A taxa está 8,4% acima da registrada em igual período do ano passado (1,79%), mas é a menor desde outubro de 2008 , quando os bancos devolveram 2,01 cheques a cada cem emissões. Os dados são da Serasa Experian .

De acordo com o levantamento, no acumulado de janeiro a setembro sobre o mesmo período do ano passado, os cheques sem fundos aumentaram 13,8% , com 20.504.156 documentos devolvidos em um total de 924.954.604 compensações. Na comparação setembro e agosto, houve queda de 1% na inadimplência.

O gerente de Indicadores do Mercado da Serasa, Luiz Rabi, atribui a melhora nas condições de pagamento à recuperação do mercado de trabalho que vem sendo registrada nos últimos meses com a gradual recuperação da economia. Ele observou que o resultado indica que o país está voltando a mesma situação que tinha antes da deflagração da crise financeira internacional, deflagrada em setembro do ano passado.

“Ainda não voltamos integralmente ao ambiente anterior à crise, já que o risco de inadimplência está maior, mas a tendência é caminharmos para uma melhoria”.

Na lista que indica a situação por estados, no período acumulado do ano as localidades do Norte e Nordeste ocupam o topo da lista de inadimplência. O Amapá lidera as devoluções, com 9,62%, seguido pelo Maranhão (9,41%), Acre (9%), Roraima (8,66%), Sergipe ( 8,03%) e Tocantins (6,48%).

Em sentido inverso, estão os estados do Sul e Sudeste. A menor inadimplência foi constada em São Paulo (1,72%). Em seguida aparecem o Rio de Janeiro (1,79%), Santa Catarina (1,93%) , Paraná (2,02% e Minas Gerais (2,08%).
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Devolução de cheques sem fundos é a menor dos últimos 12 meses