Desenvolvimento de novas fontes de energia passa pelas parcerias público privadas

Fonte GE Reports Brasil 24/08/2014 às 19h
De acordo com a Agência Internacional de Energia, o setor vai precisar de U$17 trilhões em investimentos até 2035 para expandir sua capacidade e manter a infraestrutura. O setor público não consegue financiar um investimento tão alto, e parcerias público privadas podem ser um bom instrumento para preencher esta lacuna. Conheça quatro exemplos de parcerias.



Água para energia

A maior PPP na área de energia é brasileira, com a hidrelétrica de Belo Monte, com capacidade de 11,2 GW. Será uma obra de 35 anos e US$ 14,8 bilhões de investimento. O governo brasileiro irá oferecer incentivos fiscais que representarão uma redução de 9,25% nos custos de construção para o setor privado.




Transformando lixo em energia

Construir um incinerador capaz de transformar 210 mil toneladas de lixo por ano em 52 MW de energia iria custar à cidade de Poznan, na Polônia, US$ 244 milhões. No entanto, a população da cidade almeja combinar um incentivo de € 86 milhões para fazer a primeira PPP não ligada a transportes do país.



Contra o desperdício

A cidade indiana Bhubaneswar não tinha os recursos necessários para renovar sua iluminação pública. Para contornar a situação, convenceu a companhia de energia ESCO a investir e gerenciar o sistema, pagando pelos seus serviços com a economia gerada pelo sistema mais moderno. Em 2013, a ESCO valia US$ 6 bilhões só nos Estados Unidos.



A luz que governa o dia

Como parte dos esforços para atingir 10% da matriz energética advinda de energias renováveis até 2020, Israel está construindo uma usina termo-solar de 121 MW, por meio de uma PPP com o custo de US$ 0,23 por kWh. A torre de 240 metros e seus 50 mil espelhos devem estar em operação até 2017 e a estrutura fornecerá 1,5% das necessidades israelenses de energia.
GE Reports Brasil
Fonte GE Reports Brasil 24/08/2014 ás 19h

Compartilhe

Desenvolvimento de novas fontes de energia passa pelas parcerias público privadas