Descuido com limpeza de lentes de contato pode trazer complicações

Fonte NCA Comunicação 22/05/2013 às 21h

A falta de uma rotina adequada de limpeza pode acarretar problemas oculares sérios e lesões irreversíveis da visão.

Muito mais modernas e acessíveis que antigamente, as lentes de contato apresentam uma série de vantagens em relação aos óculos. A comodidade para praticar esportes e o fato de serem praticamente imperceptíveis são apontados como principais benefícios pelos usuários. Mas o sucesso na adaptação e uso das LC depende de vários fatores importantes, como a orientação do médico Oftalmologista e a manutenção diária. Cerca de 50% das complicações causadas pelas LC estão relacionadas aos cuidados com a limpeza, desinfecção e conservação.

É importante frisar que a indicação de lentes de contato, o procedimento de adaptação e acompanhamento dos pacientes são atos médicos exclusivos, definidos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Só com acompanhamento de um médico Oftalmologista é possível reduzir o número de complicações e melhorar a educação da população em relação aos cuidados com os olhos.

Quando o usuário não segue uma rotina adequada de limpeza ou não faz uso dos produtos indicados pelo Oftalmologista, restos celulares, partículas do meio ambiente, produtos cosméticos e outras substâncias podem aderir às lentes, reduzindo o conforto, além de diminuir a vida útil das mesmas. Embora usar lentes de contato seja bastante seguro, fazê-lo de forma inadequada pode acarretar problemas oculares sérios, incluindo infecções e lesões irreversíveis da visão.

Por isso fique atento às orientações de limpeza, desinfecção e remoção de proteínas. A manutenção das lentes de contato visa conservar a sua qualidade óptica, evitar alterações na sua superfície que facilitem a ocorrência de depósitos, remover produtos oriundos do meio ambiente, prevenir e remover depósitos do próprio filme lacrimal, reduzir o número de microrganismos patogênicos e aumentar a sua vida útil.


- Antes de manusear as lentes lave bem as mãos, com sabão neutro, cuide especialmente com as unhas e ao secar certifique-se se não há resquícios de toalha nos dedos;
- Faça a limpeza na hora que retira as lentes;
- Use as soluções de limpeza de acordo com as orientações do seu Oftalmologista. Há vários tipos de lentes e para cada uma delas, um cuidado diferente;
- Não lave suas lentes com água da pia ou qualquer produto que não tenha sido explicitamente indicado pelo Oftalmologista. O uso de água corrente para limpeza está associado a um maior risco de contaminações por amebas;
- Tenha um cuidado especial com o estojo, lavando semanalmente com água morna e limpando cantinhos com uma escovinha. Deixe secar ao ar, sob um papel toalha e coberto com outro papel. Procure trocar seu estojo a cada três meses;
- Coloque as lentes antes de aplicar maquiagem para evitar contaminação. Retire a lente antes de retirar a maquiagem;
- Nunca use saliva para limpar suas lentes, pois a boca tem grande concentração de bactérias;
- Não troque lente com amigos e nunca use as lentes por mais tempo que o indicado. Nem todas as lentes podem ser usadas para dormir, portanto verifique com seu Oftalmologista;
- Nunca reutilize as soluções de limpeza. Uma vez usada, ela deve ser descartada do estojo.
- Se surgirem sinais de irritação ou infecção, retire as lentes e verifique se há resíduos. Não demore a procurar um Oftalmologista se perceber que a irritação não melhora.

NCA Comunicação
Fonte NCA Comunicação 22/05/2013 ás 21h

Compartilhe

Descuido com limpeza de lentes de contato pode trazer complicações