Desafio dos países em desenvolvimento é vencer a exploração sexual, diz Mariela Castro

Fonte Agência Brasil 06/04/2013 às 20h

Brasília – Em 24 anos de atuação do Centro Nacional de Educação Sexual de Cuba, a diretora Mariela Castro Espín, disse à Agência Brasil que uma das principais conquistas foi garantir mais espaço para as mulheres em todas as esferas da sociedade cubana. Para ela, é uma conquista política assegurar às mulheres os mesmos direitos dos homens. Segundo Mariela, o desafio agora é vencer a exploração sexual, um problema que atinge, principalmente os países em desenvolvimento.

“É um problema comum a todos os países do terceiro mundo. São muitas as vítimas da exploração sexual. Em Cuba, temos uma política de proteção social ampla. Mas não é suficiente, por isso queremos conhecer também o que se faz em outros países”.

Mariela Castro, que passou apenas um dia em Brasília para reuniões na Secretaria de Direitos Humanos na Presidência, disse que os números mostram os avanços das conquistas das mulheres na sociedade cubana. Só no Parlamento cubano, 43% das cadeiras são ocupadas por mulheres. Na área social, mais de 75% das atividades são desempenhadas por mulheres. Nos centros de investigação científica, 48 dos 199 institutos são comandados por mulheres.

Segundo a diretora do Centro Nacional de Educação Sexual de Cuba, um dos pilares da Revolução Cubana de 1959, baseou-se na eliminação de toda forma de discriminação sexual: garantindo condições e tratamento iguais para homens e mulheres. Mariela contou que sua mãe Vilma Espín liderou o movimento comunista em Cuba.

Os dados oficiais do país indicam que a maior parte dos estudantes que conclui o ensino superior é formado por mulheres: 65%. A população cubana, de cerca de 12 milhões de habitantes, conta com elevado desenvolvimento humano.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 06/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Desafio dos países em desenvolvimento é vencer a exploração sexual, diz Mariela Castro