Dependentes químicos: Fazenda da Esperança realiza mais uma edição da "Festa de São Francisco"

Fonte Assessoria de Imprensa 19/11/2009 às 0h
Mantendo a tradição, a Comunidade Fazenda da Esperança Padre Ibiapina, em Alhandra (PB), realiza mais uma edição da ‘Festa de São Francisco’ no próximo dia 4 de outubro, das 8h às 16h, com várias atividades e atrações: apresentações artísticas, comidas típicas, missa e orações, exposição de produtos da Fazenda, atendimento às famílias e testemunhos. O evento está aberto a toda população e a entrada será um quilo de alimento não-perecível.

A Fazenda da Esperança Padre Ibiapina está localizada no Povoado Riacho, no Distrito de Mata Redonda, na altura do quilômetro 108, da BR-101 e mais informações podem ser adquiridas pelos telefones (83) 3257-1250 e (83) 9603-3030. O tema da ‘Festa de São Francisco’ deste ano é ‘Tornar Visível a Esperança’.

A Fazenda da Esperança é uma associação de fiéis reconhecida pela Igreja Católica chamada ‘Família da Esperança’. O trabalho dessa comunidade se dá em diversos campos sociais, mas o principal é o da recuperação de jovens dependentes químicos (uso de drogas). E o carisma da pobreza de São Francisco é uma das fontes espirituais que sustentam as Fazendas da Esperança, espalhadas por todo o país e no exterior.

 
Tradição

A ‘Festa de São Francisco’ é uma tradição de muitos anos das Irmãs Franciscanas de Sissen, na Alemanha. Desde de 1976, elas abrem as portas do convento para receber a juventude para apresentação de teatro, dança, música e outras apresentações artísticas. Frei Hans, fundador da Fazenda da Esperança, teve vários contatos com essas irmãs e criou uma aliança entre a ‘Família da Esperança’ e a Irmãs Franciscanas.

Em 1996, experimentaram realizar a primeira ‘Festa de São Francisco’, em Guaratinguetá, interior de São Paulo, cidade onde nasceu a comunidade terapêutica. Nos anos seguintes, as festividades fizeram tanto sucesso que pessoas de todo o país passaram a participar. Por isso ficou decidido que cada Fazenda realizaria sua própria festa e divulgaria nas comunidades de sua região. Como é o caso da Fazenda paraibana localizada na cidade de Alhandra.

Desde então, todos os anos, as comunidades realizam a ‘Festa de São Francisco’ em meados do mês de outubro, momento em que os jovens residentes nas Fazendas trabalham para receber bem as pessoas de fora que participam do momento festivo.

 
A Fazenda da Esperança

Frei Hans tornou-se pároco da igreja Nossa Senhora da Glória em 1979. Ele nasceu no fim da Segunda Guerra Mundial, cresceu junto da reconstrução da Alemanha, orientado religiosamente na Igreja Católica por seus pais, conheceu o carisma da unidade de Chiara Lubich e da pobreza de são Francisco de Assis, os quais divulga em sua vida religiosa. Foi liberado integralmente para a Fazenda da Esperança em 1992, quando seus superiores entenderam essa necessidade.

Tudo começou numa esquina. Nélson Giovaneli se aproximou de um grupo de jovens que consumiam e vendiam drogas perto de sua casa. Isso em 1983, na esquina da Rua Tupinambás com a Guaicurus, no Bairro do Pedregulho, na cidade de Guaratinguetá, interior de São Paulo. Ele foi animado a dar esse passo por frei Hans Stapel, seu pároco que o incentivava a “viver concretamente a palavra de Deus”.

Nelson conquistou a confiança daqueles dependentes químicos. Um deles, Antônio Eleutério, foi o primeiro a ser contagiado e pediu ajuda para se libertar das drogas.

Os companheiros de Antônio notaram algo diferente em sua vida. Isso os levou a buscar a ajuda do jovem paroquiano que os propõem viver radicalmente a palavra de Deus e à noite encontrar-se na Igreja, ao invés da esquina, para trocar as experiências vividas a cada dia.

A Fazenda inaugurada em Sergipe, em 1992, foi a primeira fora de Guaratinguetá. A primeira comunidade fora do Brasil nasceu na Alemanha, na terra de seu fundador, frei Hans, 15 anos depois de seu início. A Fazenda da Esperança se espalhou do oriente para o ocidente, ganhando proporções globais. Ficou ainda mais conhecida no mundo depois da visita do papa Bento XVI à Comunidade das Pedrinhas, em 2007, na cidade onde nasceu esse trabalho, no interior de São Paulo.
Assessoria de Imprensa
Fonte Assessoria de Imprensa 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Dependentes químicos: Fazenda da Esperança realiza mais uma edição da "Festa de São Francisco"