Delegados rebatem Gurgel sobre participação do Ministério Público no mensalão

Fonte Agência Brasil 12/03/2013 às 19h

 

Brasília – A Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal criticou hoje (12) declarações do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enaltecendo a participação do Ministério Público no andamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão. Ontem, ele disse que o processo terminaria em pizza sem a investigação do órgão.

Por meio de nota, os delegados dizem lamentar a manifestação do procurador, alegando que ela é “desrespeitosa com os policiais federais, ministros do STF [Supremo Tribunal Federal], jornalistas e com a opinião pública, pois ignora a contribuição de cada um para o desfecho da Ação Penal 470”.

A associação diz estar preocupada com a tentativa de se colocar o Ministério Público “acima do bem e do mal”, de modo que não seja preciso prestar contas à sociedade. A entidade lembra que a independência do Ministério Público é limitada pela escolha de seu líder pelo chefe do Poder Executivo.

Os delegados consideram oportuna a discussão motivada pela proposta de emenda à Constituição que pretende limitar os poderes de investigação do Ministério Público, garantindo exclusividade à polícia. O grupo se diz favorável à uma atuação colaborativa. “O Ministério Público não pode sozinho e paralelamente disciplinar quando, quem e como investigar crimes no Brasil”.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 12/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Delegados rebatem Gurgel sobre participação do Ministério Público no mensalão