Defensores públicos fazem mutirão de atendimento em Brasília

Fonte Agência Brasil 17/05/2013 às 18h

Brasília - Em comemoração do Dia Nacional da Defensoria Pública (19 de maio), a Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Distrito Federal promoveram hoje (17) um mutirão de atendimento à população na Rodoviária do Plano Piloto, no centro da capital. No mutirão, os defensores públicos dão orientações jurídicas nas áreas cível, criminal, previdenciária e familiar, como renegociar dívidas decorrentes de financiamentos ou como conseguir acesso a um medicamento de alto custo.

Indiara Cristina, de 26 anos, procurou o mutirão para saber quais providências deve tomar tomadas após ter sido demitida. Ela completaria este mês um ano de trabalho em uma livraria em um shopping de Brasília e está grávida. “Ontem [16], eles me demitiram por justa causa alegando que uma ausência minha em um final de semana não poderia ser abonada, pois eu não tinha horas no meu banco de horas. Estou grávida de cinco meses. Então, vim atrás dos meus direitos”, contou Indiara.

Já Manoel Fernandes de Brito, de 70 anos, procurou os defensores por causa do assassinato do filho. Morto em 2010, o filho de Manoel era usuário de drogas. Segundo ele, o acusado do crime chegou a ser preso, mas foi liberado por ter menos de 18 anos de idade.

A manicure Heliude Pereira, de 26 anos, também buscou o mutirão para tentar resolver problema. Ela mora em Valparaíso (GO) e, segundo Heliude, a casa, comprada há oito meses, está cheia de rachaduras. Ela tentou contato com vendedor, mas sem sucesso. “A casa está rachando toda - quarto, sala, cozinha. Perigoso até cair”, disse Heliude.

O garçom Lerinaldo Lopes Conceição, 30 anos, quer a ajuda dos defensores para retirar ação judicial pelo não pagamento de pensão alimentícia nos três primeiros meses do ano. “Vim dar baixa no pagamento e também entrar com uma ação contra ela [ex-exposa], porque isso é uma falta de respeito”, disse o garçom, com os comprovantes de pagamento em mãos.

Durante este mês, os defensores irão prestar atendimento em assentamentos agrários, comunidades quilombolas, penitenciárias, albergues, postos de saúde e escolas. A programação está disponível no site da Defensoria Pública da União e nas páginas das defensorias de cada estado.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 17/05/2013 ás 18h

Compartilhe

Defensores públicos fazem mutirão de atendimento em Brasília