CTI e prefeitura articulam três iniciativas em ciência e tecnologia

Fonte Ascom do CTI Renato Archer* 17/03/2013 às 9h
A prefeitura de Campinas articula parceria com o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI/MCTI), unidade de pesquisa do governo federal com 30 anos de atuação no município paulista, para intensificar a vocação da cidade como polo de conhecimento e produtor de bens e serviços de alto valor agregado.

 

Em reunião na quarta-feira (13), a administração municipal manifestou apoio a três iniciativas distintas do governo federal nesse sentido. Uma delas é a implantação, pelo Ministério da Educação (MEC), do campus do Instituto Federal de Ensino Superior em Campinas. A segunda consiste na criação de um centro de tecnologia em conjunto com a Petrobras. Por fim, o prefeito decidiu instituir, por meio de lei, a Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, que será realizada em conjunto com a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT).

“A cidade já é uma referência na área de pesquisa e desenvolvimento, mas precisamos sempre ir além da zona de conforto, identificando novas oportunidades de crescimento”, afirmou o prefeito Jonas Donizette.
A manifestação ocorreu após assinatura do protocolo de intenções para futuras parcerias na área de tecnologia assistiva entre o CTI e a prefeitura, por meio da Secretaria do Direito da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, no âmbito do programa federal Viver Sem Limite.

Participaram também do encontro a secretária municipal do Direito da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Emmanuelle Alkmin, e os secretários municipais de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Ulysses Semeghini, e de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, Samuel Rossilho.
Os representantes do CTI Renato Archer avaliaram que a sinalização de parceria é muito importante para o sucesso da atuação local do governo federal.

Parque científico e tecnológico

A finalidade principal da visita do CTI Renato Archer ao prefeito foi anunciar que a construção do Parque Científico e Tecnológico do CTI já está em condições de ser iniciada, com recursos e área disponíveis. A previsão é que a primeira fase contemple a construção de um prédio de 1,8 mil metros quadrados, com investimentos de R$ 3 milhões da Finep, empresa pública vinculada ao MCTI. A primeira fase tem como meta abrigar empresas voltadas para geração de inovação em bens e serviços de tecnologia da informação (TI). Na oportunidade, o prefeito manifestou total apoio à iniciativa.

A iniciativa do instituto federal, por sua vez, adquire uma nova oxigenação pelo lançamento do acordo entre o Ministério da Educação e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que permitirá o envolvimento de unidades de pesquisa deste nas atividades educacionais do MEC, por meio desses institutos de ensino, conhecidos como Ifes.

A parceria com a Petrobras também foi discutida na oportunidade. Os representantes do CTI explicaram que já foi assinado o acordo de parceria com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (Cenpes) da Petrobras para implantar um centro de tecnologia na área de energia, petróleo e gás. O prédio exigirá investimentos de R$ 5 milhões e deverá ser construído também no terreno do CTI, já tendo sido contratada a empresa que fará o projeto executivo do edifício.

Quanto à SNCT, a coordenação na região é do CTI, que neste ano contará pela primeira vez com o apoio da prefeitura. Leia mais.

 

*Com informações da prefeitura de Campinas

Ascom do CTI Renato Archer*
Fonte Ascom do CTI Renato Archer* 17/03/2013 ás 9h

Compartilhe

CTI e prefeitura articulam três iniciativas em ciência e tecnologia