Cristina Kirchner aumenta gasto social e lança campanha para fiscalizar preços

Fonte Agência Brasil/EBC 23/05/2013 às 9h

Buenos Aires – A cinco meses das eleições legislativas na Argentina, a presidenta Cristina Kirchner anunciou ontem (22) o aumento dos gastos em programas sociais e o lançamento de uma campanha para fiscalizar o cumprimento do congelamento de preços, negociado com os principais supermercados. Com as medidas, o governo espera atenuar o impacto da inflação de dois dígitos – uma das maiores preocupações do eleitorado.

Em pronunciamento transmitido em rede nacional de televisão, Cristina relacionou seis medidas sociais, a mais importante delas prevê o aumento de 35% da Assignação Universal por Filho, que beneficia 3 milhões de filhos de famílias pobres. A presidenta também prometeu mobilizar as associações, que apoiam o governo, para fiscalizar os preços nos supermercados. Para isso, lançou a campanha Olhar e Cuidar. Jovens de organizações políticas e sociais irão às ruas para “olhar os preços e cuidar do bolso do povo”, disse.

O secretário de Comércio Interior da Argentina, Guillermo Moreno, fez um acordo com a Associação de Supermercados Unidos para congelar, até outubro, os preços de 500 produtos, que incluem alimentos, bebidas e produtos de higiene. Pelas estimativas do governo, o custo de vida na Grande Buenos Aires aumentou 11% este ano, mas segundo economistas independentes, cuja medição é divulgada todo mês pelo Congresso, a inflação no país ultrapassa 23%.

Em agosto, estão previstas as prévias para as eleições legislativas de outubro. Atualmente o governo controla a maioria na Câmara dos Deputados e no Senado, mas precisaria de dois terços dos votos para mudar a Constituição – proposta feita por alguns partidários de Cristina para permitir que ela dispute um terceiro mandato consecutivo.

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 23/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Cristina Kirchner aumenta gasto social e lança campanha para fiscalizar preços