Crise do euro e agravamento da violência na Síria dominam preocupações de Obama, Merkel, Hollande e Monti

Fonte Agência Brasil 31/05/2012 às 10h

Brasília – A crise na zona do euro e o agravamento da violência na Síria foram os principais temas da conversa do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com o presidente da França, François Hollande, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti. A conversa ocorreu por meio de videoconferência.

Segundo Obama, a conversa faz parte da continuidade do diálogo, que começou neste mês, na Cúpula do G8 (Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá e Rússia), que ocorreu no último dia 19, em Camp David (residência de campo de Obama). Para os europeus e Obama, é fundamental buscar uma transição política na Síria e acabar com a violência no país.

"Os líderes também discutiram os recentes desenvolvimentos na Síria e as suas perspectivas partilhadas sobre a importância de parar a violência do governo contra o seu próprio povo e a urgência de atingir a transição política", disse o presidente norte-americano.

Ontem (30) o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que acompanha, juntamente com o ministro da Defesa, Celso Amorim, os desdobramentos na Síria em virtude da presença de militares nas negociações de paz na região.

Na videoconferência, os líderes mencionaram ainda as preocupações na busca por medidas para compensar a crise na zona do euro e os esforços para a manutenção da Grécia no bloco (a zona do euro).

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 31/05/2012 ás 10h

Compartilhe

Crise do euro e agravamento da violência na Síria dominam preocupações de Obama, Merkel, Hollande e Monti