Criativo, a nova geração do Turismo Cultural

Fonte Ascom/SEC/MinC 17/05/2013 às 9h

 

Já imaginou o turista interagindo diretamente com a população nativa a partir das características locais? Trabalhando junto, colocando a mão na massa, participando de experiências profundas e autênticas, típicas da cultura local?

Pois é, esse turista protagonista faz parte do que se chama de Turismo Criativo, um modelo que complementa o conceito tradicional de Turismo Cultural e está desembarcando no Brasil agora, mais precisamente em Porto Alegre (RS).

Esse foi o tema da visita do Secretário Municipal de Turismo da capital gaúcha, Luiz Fernando Moraes, à Secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC), Cláudia Leitão, na tarde desta quinta-feria (16).

Moraes veio conhecer mais sobre o trabalho da SEC/MinC para os empreendimentos criativos brasileiros e propor a participação da secretaria na realização da 1ª Conferência Brasileira de Turismo Criativo, prevista para os dias 22 e 23 de outubro, em Porto Alegre.

"É importantíssimo observar que, assim como a economia criativa, o turismo criativo surge no século 21 como uma proposta de trocas menos mercadológicas e mais humanas entre indivíduos e comunidades", destaca Cláudia Leitão.

Segundo Moraes, desenvolvimento local, micros e pequenos empreendedores, artesãos e artistas, território e regionalização, arquitetura, design e sustentabilidade são algumas das "palavras-chave" desse novo modelo de turismo.

Como surgiu o conceito

A formulação teórica do Turismo Criativo surgiu inicialmente pela autoria do professor de Estudos de Lazer da Universidade de Tilburg (Holanda), Greg Richards. É uma forma de turismo que oferece aos visitantes a oportunidade de desenvolver o seu potencial criativo por meio da participação ativa em experiências que são características genuínas do local que visita e o diferem dos demais.

Ascom/SEC/MinC
Fonte Ascom/SEC/MinC 17/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Criativo, a nova geração do Turismo Cultural