Cresce o número de mestres no Brasil

Fonte Agência Gestão CT&I de Notícias* 27/04/2013 às 20h

 

A taxa de mestres formados no Brasil cresceu à taxa de 10,7% ao ano entre 1996 e 2009. Parte significativa dessa expansão se deve ao fato da maior oferta de mestrado oferecido por instituições particulares. Em 1996, 13,3% dos titulados concluíram o cursos em centros de ensino privados. Esse índice atingiu a marca de 22,4% em 2009.

Os dados são parte de um estudo inédito do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) lançado, em Brasília (DF), na última terça-feira (22). A publicação “Mestres 2012: demografia da base técnico-científica brasileira” dá continuidade a um livro que fez o levantamento dos doutores no Brasil.

De acordo com o estudo, a maior parte dos mestres (30,14%) são residentes em São Paulo. No entanto, a unidade da federação com a maior relação mestres por habitantes, o Distrito Federal, em 2010, apresentou 18 mestres para cada grupo de mil pessoas na faixa etária entre 25 e 65 anos de idade. O Rio de Janeiro vem logo em seguida com densidade populacional de mestres de 9,2 por mil habitantes. São Paulo ocupa a terceira colocação com o índice de 7,2 mestres a cada grupo de mil pessoas.

Para o presidente do CGEE, Mariano Laplane, o panorama dos profissionais qualificados é fundamental para o desenvolvimento Brasil. “Trata-se de um tema central nas discussões sobre políticas de desenvolvimento econômico e social, em especial quando se pretende que o desenvolvimento tenha como alicerce a ciência, a tecnologia e a inovação”, destaca.

O estudo adotou recorte específicos para diferentes grupos, como os recursos humanos em áreas estratégicas. A proporção de mestres por doutores com emprego formal na indústria é mais que triplicou entre 1996 e 2009.

Várias instituições foram envolvidas no processo de elaboração do estudo, como o CNPq, o MCTI, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

*(Com informações do CGEE)

Agência Gestão CT&I de Notícias*
Fonte Agência Gestão CT&I de Notícias* 27/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Cresce o número de mestres no Brasil