CPI da Pedofilia encerra trabalhos no Maranhão

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
A CPI da Pedofilia do Senado encerrou na noite dessa terça-feira (15) os trabalhos no Maranhão. Os senadores Magno Malta (PR-ES) e José Nery (PSOL-PA), ouviram algumas testemunhas, acusados e vítimas de casos de pedofilia. Outros casos que deveriam ser analisados foram retirados da pauta por falta de tempo.

Nesses dois dias de trabalho, três pessoas foram presas e duas tiveram prisão decretada. Depois das oitivas no Maranhão, a CPI fará um relatório para encaminhamento sobre os casos ouvidos para que sejam dados encaminhamentos em âmbito estadual.

No começo da noite de ontem, o professor de Matemática João Batista Alves Silva saiu preso,da CPI da Pedofilia. A prisão foi decretada pelo juiz Raimundo Ribeiro Junior, do município de Viana. Ele é acusado de abusar sexualmente de duas irmãs, uma de 14 e outra de 12 anos. Ele foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil.

João Batista negou ter cometido o crime e atribuiu a denúncia a perseguições políticas no município. De acordo com ele, o atual marido da mãe das meninas teria ciúme dele e armou armou o caso com o grupo político contrário.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

CPI da Pedofilia encerra trabalhos no Maranhão