CPAI lança levantamento socioeconômico do Entorno do DF

Fonte CPAI - UnB 21/03/2013 às 9h

Desde a criação da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico por meio da lei complementar 94 de 19 de fevereiro de 1998 ficou instituído legalmente a RIDE-DF. Porém, nem a RIDE-DF nem nenhuma das outras duas RIDE's existentes no país são conhecidas a fundo de uma forma sistematizada e cientifica.

Devido a essa grande necessidade foi idealizada pelo Governo do Distrito Federal em parceria com a Universidade de Brasília, do Centro de Pesquisa em Arquitetura da Informação, a Primeira Pesquisa da RIDE/DF que abordará temas como: características socioeconômicas e vocacionais; origem regional dos moradores; acesso aos serviços de saneamento básico, programas de saúde, educação, trabalho, renda e assistência social; identificar idade, raça, sexo e estado civil dos moradores; abrangência dos programas governamentais; e estratificar a população economicamente ativa e qual a sua dependência do Distrito Federal para realizar suas atividades.

Esse trabalho de pesquisa será do tipo amostral, em que cada cidade foi divida em microrregiões denominadas setores censitários. Cada setor poderá contar com a composição máxima de 300 domicílios, visando alcançar o maior número de dados, permitindo uma descrição exata da realidade local.

Dentro de cada setor censitário foi calculado a amostra de acordo com a quantidade de residências existente neste setor, após isso foi feito a distribuição das visitas pelos logradouros. Desta forma a distribuição das entrevistas fica homogênea e reflete com precisão a realidade na obtenção das informações.

A coleta de dados ocorrerá por meio de "visita in loco", aplicando-se em cada residência um questionário quantitativo. Serão visitados 57.731 domicílios e em cada um será aplicado um único questionário, coletando os dados de todos os moradores.

De acordo proporção de moradores por domicilio indicado pelo Censo 2010 na região, a estimativa é que ao final do estudo tenha sido levantadas informações de quase 200.000 pessoas residentes na região da RIDE/DF.

Também serão aplicados questionários qualitativos, todavia, estes serão aplicados a representantes locais, tais como prefeitos, vereadores e líderes comunitários, com o intuito de identificar seus anseios e expectativas sobre a região. Neste caso, o método de coleta será entrevista em local privativo e de forma individual.

Segundo o último senso do IBGE 2010, vivem hoje na região da RIDE/DF, 1.154.033 indivíduos, distribuídos por cerca 390 mil domicílios, destes, quase 58 mil serão visitados, gerando um custo aproximado por individuo pesquisado de R$ 49,63.

O pesquisador ficará responsável por coletar dados tanto em zonas urbanas, quanto em zonas rurais, e que cada setor só poderá ser visitado por um único pesquisador, que trabalha identificado por crachá, uniforme, boné e pasta personalizada com as logos das instituições envolvidas. Toda a região foi seccionada em 1.707 setores censitários, onde foram selecionados os domicílios que serão visitados, variando, também, de acordo com a densidade populacional de cada região.

O processo de coleta de dados é o primeiro passo para a realização do estudo. Nos momentos seguintes os dados coletados serão averiguados e avaliados por equipes de crítica (leitura e conferência das informações) e de checagem (verificação in loco das informações coletadas pelo pesquisador), validando ou não as informações coletadas. As informações que por ventura forem consideradas inválidas serão substituídas e/ou corrigidas.

O questionário conta com 164 questões, divididas em dois blocos principais, o primeiro destaca as características do domicílio e do município, o segundo conta com as informações pessoais de cada morador. Essas questões abordam os mais variados temas, dentre eles, educação, saúde, segurança, trabalho e renda, saúde da mulher, inclusão digital e características físicas e pessoais dos residentes.

Após todo o trabalho de campo, as informações coletadas são encaminhadas ao setor de análise, que fará os devidos cruzamentos de dados, em que será possível diagnosticar todos os problemas, escalonados por cidade, traçando assim o exato perfil de cada município componente da RIDE/DF e proporcionando um retrato fiel da região e subsídios para direcionamento customizado das políticas públicas voltadas para o Entorno do Distrito Federal.

CPAI - UnB
Fonte CPAI - UnB 21/03/2013 ás 9h

Compartilhe

CPAI lança levantamento socioeconômico do Entorno do DF