Coreia do Sul apela ao país vizinho para buscar diálogo na tentativa de reativar parque industrial

Fonte Agência Brasil* 11/04/2013 às 16h

Brasília - O ministro da Unificação da Coreia do Sul, Ryoo Kihl-jae, apelou hoje (11) à Coreia do Norte que aceite dialogar para permitir o reinício da atividade no complexo industrial conjunto de Kaesong. As atividades no parque industrial foram suspensas, há três dias, por ordem das autoridades norte-coreanas. “Pyongyang [capital da Coreia do Norte] deve sentar-se à mesa das negociações imediatamente”, disse ele.

Para Ryoo Kihl-jae, a suspensão das atividades no complexo industrial, único projeto conjunto das duas Coreias, não ajuda o povo coreano, pois causa prejuízos tanto às empresas do Sul como aos operários do Norte.

Após a declaração do sul-coreano, a agência estatal de notícias da Coreia do Norte, a KCNA, publicou um texto que responsabiliza a Coreia do Sul pelo encerramento do complexo. No local funcionam 123 empresas sul-coreanas que empregam cerca de 54 mil norte-coreanos.

As duas Coreias vivem um dos momentos de maior tensão das últimas décadas, com constantes ameaças e hostilidades do regime de Kim Jong-Un à Coreia do Sul e aos Estados Unidos, há mais de um mês, depois que as Nações Unidas impuseram novas sanções contra Pyongyang pelo ensaio nuclear, ocorrido em fevereiro.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 11/04/2013 ás 16h

Compartilhe

Coreia do Sul apela ao país vizinho para buscar diálogo na tentativa de reativar parque industrial