Contaminação de porcos no Chile gera alerta sanitário no Norte do país

Fonte Agência Brasil 23/05/2012 às 9h
O Norte do Chile está em alerta sanitário devido à contaminação de cerca de 500 mil porcos. O aviso foi anunciado ontem (22) pelo ministro da Saúde, Jaime Manalich, que visitou a região de Freirina, na área do Deserto de Atacama. Segundo ele, sem os cuidados e a limpeza adequados, além da falta de comida e água, os porcos da região sofrem.

Os porcos ficaram sem cuidados após divergências entre os trabalhadores, responsáveis pelos cuidados dos suínos, e moradores da região. Os problemas causados pelos porcos da região causaram manifestações e confrontos na região.

Muitos manifestantes reclamavam do mau cheiro nos locais onde os porcos eram mantidos. As queixas e conflitos acabaram provocando vários protestos no Norte do Chile. Dois carros de policiais foram incendiados e 23 pessoas morreram. Os moradores de Freirina bloquearam as estradas de acesso ao local e trabalhadores suspenderam suas atividades.

“Devido ao bloqueio das estradas desde quinta-feira [17], os animais deixaram de receber alimentação, não há higiene, os seu resíduos não são tratados e fomos informados que a mortalidade é elevada entre os animais, em particular, nos mais novos”, disse o ministro.

As autoridades declararam um alerta sanitário na área e encerraram temporariamente as instalações, propriedade da empresa Agrosuper. Na página da internet, a empresa lamenta o ocorrido e diz compreender as manifetações. A Agosuper confirma que há risco de morte em massa dos animais que estão no local e diz que está aberta ao diálogo.

O governador de Atacama, Fernando Flores, disse que estava negociando com os manifestantes para acabar com o bloqueio das estradas e o retorno dos trabalhos daqueles responsáveis pelos porcos.

 

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 23/05/2012 ás 9h

Compartilhe

Contaminação de porcos no Chile gera alerta sanitário no Norte do país