Consumo de gás natural bate recorde dos últimos 15 meses

Fonte Agência Brasil 22/05/2012 às 20h
O consumo médio diário de gás natural em abril foi o maior dos últimos 15 meses, tendo atingido 58,7 milhões de metros cúbicos, crescimento de 15,57% em relação a março e de 35,07% em relação a abril do ano passado. Os dados consolidados de abril foram divulgados hoje (22) pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

Os dados indicam que o setor de geração elétrica foi o que mais influenciou este resultado, com crescimento de 377,72% nos últimos 12 meses. A Abegás ressalta, porém, que se for considerada a comercialização de gás natural para as usinas térmicas, o consumo atingiu pouco mais de 40 milhões de metros cúbicos – o que representa um aumento de apenas 3,97% em relação ao volume diário consumido em março e de 1,74% em relação a abril de 2011.

À exceção dos segmentos residencial e industrial, que apresentaram retração de, respectivamente, 6,28% e 3,82%, todos os outros apresentarem aumento de consumo entre abril de 2011 e o mesmo mês do ano anterior.

Nesta base de comparação, a Abegás destacou o crescimento de 22,98% na utilização do gás natural como matéria-prima (para o segmento industrial), bem como a demanda do comércio (alta de 7,92%) e do gás natural veicular (GNV), com elevação de 1,49%.

Com a elevação de 15,57%, de março para abril, o crescimento acumulado no quadrimestre já chega a 13,69%, puxado, principalmente, pelas expansões de 91,97% no setor de geração elétrica e de 11,53% no consumo residencial.

A Região Sudeste continua sendo a região que mais consome gás natural no país, com 41,2 milhões de metros cúbicos consumidos por dia em abril. Na sequência, estão as regiões Nordeste com 7,3 milhões de metros cúbicos por dia, o Sul com 6 milhões, o Centro-Oeste com 1,5 milhões, e o Norte com um consumo diário de 2,5 mil metros cúbicos por dia.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 22/05/2012 ás 20h

Compartilhe

Consumo de gás natural bate recorde dos últimos 15 meses