Congresso sobre gastronomia

Fonte Ministério do Meio Ambiente 13/08/2016 às h

Congresso sobre gastronomia

Evento internacional destacará projeto conduzido pelo MMA para difundir a cultura alimentar com produtos da biodiversidade brasileira.

Estão abertas as inscrições para o II Congresso Internacional de Gastronomia e Ciência de Alimentos, que será realizado de 21 a 23 de setembro, em Fortaleza (CE). O evento, apoiado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e organizado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), tem como tema “A cultura alimentar – da tradição à inovação”.

Durante o Congresso serão realizadas diversas palestras, entre elas algumas sobre produção sustentável de alimentos, plantas alimentícias não convencionais e cultura alimentar brasileira. Esses temas fazem parte da parceria da universidade com o projeto Biodiversidade para Alimentação e Nutrição – BFN (sigla em inglês), conduzido pelo MMA.

Segundo Lídio Coradin, diretor nacional do projeto, o Brasil é o país que detém a maior biodiversidade do planeta, razão pela qual é considerado o principal país de megadiversidade. À medida em que se amplia o conhecimento sobre o assunto, aumenta também a percepção da sociedade sobre a importância do tema, criando maiores condições para uma utilização mais ampla de espécies nativas da biodiversidade brasileira.

O diretor explica que, como consequência, aumentam-se as oportunidades de uso, proporcionando diversificação da dieta e melhoria do bem-estar das pessoas. “Desta forma, o consumidor terá maiores condições e razões para valorizar a biodiversidade e chamar a atenção dos tomadores de decisão sobre a necessidade de maior apoio à sua conservação”, destaca.

Coordenado internacionalmente pelo Bioversity Internacional, o projeto tem como agências implementadoras o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). O objetivo básico do BFN é a conservação e a promoção do uso sustentável da biodiversidade em programas que contribuam para melhorar a segurança alimentar e a nutrição humana.

VALORIZAÇÃO

No dia 22 de setembro, haverá uma mesa para debater o projeto BFN. Com o título “Biodiversidade para Alimentação e Nutrição: Valorização da biodiversidade nativa para promover o bem-estar humano e a conservação ambiental”, a mesa vai contar com a participação de professores de instituições que desenvolvem atividades em parceria com o BFN:  Adriana Siqueira (UFC), Raquel Santiago (Universidade Federal de Goiás),  Alessandro Rios (Universidade Federal do Rio Grande do Sul),  Veridiana de Rosso (Universidade Federal de São Paulo) e Jaime Aguiar (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia).

Para a analista ambiental Camila Oliveira, da Gerência de Espécies da Biodiversidade Terrestre do MMA, o consumidor, ao diversificar sua dieta com diferentes alimentos da biodiversidade, contribui para a própria saúde, ingerindo diferentes minerais, vitaminas e outros nutrientes importantes para a saúde. “Além disso, valoriza a biodiversidade, ajudando na sua promoção e consequente conservação. As pessoas não se preocupam em conservar aquilo que não conhecem e não valorizam”, afirma Camila.

CONVIDADOS

Entre os palestrantes convidados do Congresso estão: Ana Luiza Trajano, Gisela Abrantes, Sophie Deram, Mariana Koppmann, Marcelo Scofano e Bruno Cabral. Com uma carreira consolidada e um restaurante renomado internacionalmente, a chef Ana Luiza Trajano vem ajudando a difundir a cultura brasileira, ao mesmo tempo em que fortalece os produtos nacionais e seus produtores. Já a chef Gisela Abrantes, nos últimos 12 anos, tem se dedicado intensamente à pesquisa, treinamento e consultoria no campo da gastronomia. Foi premiada em 2014 no concurso "Gastronomia Orgânica e Funcional".

Sophie Deram, nutricionista franco-brasileira, é autora do best-seller "O Peso das Dietas", no qual denuncia os efeitos das dietas no apetite e no peso. Sophie defende a importância do prazer de comer no equilíbrio da saúde. Já Mariana Koppmann,  bioquímica, é fundadora e presidente, desde 2004, da Associação Argentina de Gastronomia Molecular.

Marcelo Scofano, azeitólogo, formado como degustador profissional, foi colaborador gastronômico do livro “Um fio de azeite”, publicado pela Casa da Palavra e Editora SENAC. Bruno Cabral, formado em gastronomia em Barcelona, com especialização em produção de queijos, é coautor do livro “Queijos Brasileiros a Mesa com Vinho, Cachaça e Cerveja” e jurado supremo no World Cheese Awards.
 
Inscrições aqui

Ministério do Meio Ambiente
Fonte Ministério do Meio Ambiente 13/08/2016 ás h

Compartilhe

Congresso sobre gastronomia