Congresso irá discutir em Brasília o impacto da gestão documental nos serviços públicos

Fonte Fonte da Notícia 06/05/2013 às 19h

Debates na semana que vem (dias 14 e 15) vão reunir órgãos como a Receita Federal, a Previdência Social, os ministérios das Minas e Energia e do Planejamento, o Banco Central e o Tribunal de Contas da União (TCU; visitantes poderão esclarecer dúvidas pontuais gratuitamente com especialistas sobre projetos de digitalização, computação em nuvem, certificação digital, mobilidade, preservação de documentos e social business

São Paulo, maio de 2013 – Representantes de diversos órgãos importantes do governo se reúnem nos dias 14 e 15 deste mês para discutir e apresentar os caminhos que vêm sendo trilhados no campo da gestão documental, bem como os desafios frente à necessidade cada vez maior de organizar, gerenciar, compartilhar e recuperar informações e documentos de forma rápida, segura e transparente. Os debates vão ocorrer durante o Congresso de Gestão da Informação e Documentos Corporativos, que será realizado em Brasília, no Mercure Eixo Hotel, pelo terceiro ano consecutivo.

O setor público, assim com a iniciativa privada, busca aperfeiçoar seus serviços tanto interno como externo, reduzir custos e aumentar a transparência. Porém, o imenso volume de informação e documentos produzidos diariamente, em papel ou formato digital, e o surgimento de novas tecnologias têm desafiado o governo, que se debate com questões sobre como a digitalização deve ser aplicada e o que diz a legislação; quais os tipos de documentos podem ser descartados e qual a melhor forma de fazê-lo; como terceirizar a guarda de documentos; como trabalhar com as novas tecnologias e qual o melhor método de organizar e preservar os documentos. Com a promulgação da Lei de Acesso à Informação, em vigor há um ano, os desafios se tornaram ainda maiores na área pública.

O Judiciário, a Receita Federal, a Previdência Social e os ministérios das Minas e Energias e do Planejamento, porém, estão saindo na frente e mostrando como a gestão documental vem transformando seus serviços. A experiência desses órgãos, que será apresentada em palestras e mesas-redondas, revela avanços importantes nas atividades do dia-a-dia e no atendimento aos cidadãos. Na área da Justiça, por exemplo, a mobilidade já se tornou realidade. Para agilizar os trabalhos, os juízes acessam suas informações por meio de dispositivo móvel, cujos dados estão armazenados em nuvem, uma das tecnologias mais avançadas. O Ministério das Minas e Energia, por sua vez, implementou recentemente um projeto inédito em seu acervo físico, o primeiro em gestão documental nos seus 50 anos de história.

Para suportar o trabalho e as tecnologias que a gestão documental exige, a capacitação do profissional da informação é fundamental para o sucesso dos projetos. O tema também é um dos destaques do congresso e será discutido em mesa-redonda, com a participação de docentes da Universidade de Brasília (UNB) e integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Banco Central (BC).

Além de compartilhar conhecimento com os congressistas, a conferência abre espaço gratuito para os visitantes, que poderão esclarecer dúvidas sobre projetos de digitalização, computação em nuvem, social business, big data e guarda de documentos, entre outros temas, com os palestrantes. O congresso também contará com uma exposição aberta ao público, na qual fornecedores de produtos e serviços vão apresentar as recentes novidades em gestão documental.

Anote na Agenda

Evento: Congresso de Gestão da Informação e Documentos Corporativos

Quando: 14 e 15 de maio

Local: Mercure Eixo Hotel - Shn Quadra 5, Bloco G – Asa Norte, Brasília – DF

Exposição: Acesso livre mediante inscrição antecipada no www.ecmshow.com.br

Fonte da Notícia
Fonte Fonte da Notícia 06/05/2013 ás 19h

Compartilhe

Congresso irá discutir em Brasília o impacto da gestão documental nos serviços públicos