Computador pode deixar olho preguiçoso

Fonte LDC Comunicação 09/03/2013 às 2h

Na infância a má postura em frente aos equipamentos inibe o bom desenvolvimento da visão. Problema só é reversível até a idade de 8 anos.

O uso incorreto de computador, videogame e outros gadgats comprometem o desenvolvimento da visão. É o que mostra um levantamento feito pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto nos prontuários de 835 crianças, com idade entre 6 e 14 anos, atendidas no InstitutoPenido Burnier nos últimos 24 meses. Do grupo analisado 8%, ou seja, 67 crianças foram diagnosticadas com ambliopia ou olho preguiçoso.

De acordo com o médico o compartilhamento do equipamento com os pais é uma causa frequente do problema. Isso porque, observa, a posição da tela ajustada para adultos incentiva a criança ficar com a cabeça torta em frente ao monitor para conseguir enxergar. A má postura faz com que cada olho receba diferente quantidade de estímulo visual. Resultado: As crianças diagnosticadas com olho preguiçoso referiam dor de cabeça, queda no rendimento escolar e passaram a evitar atividades esportivas como os jogos em campo. A má postura em frente ao computador dobrou a incidência de olho preguiçoso no grupo, comparada com o índice nacional de 4%.

O especialista explica que nossos olhos estão em desenvolvimento até a idade de 8 anos e precisam ter o mesmo estímulo neste período. “A primeira consulta com um oftalmologista deve ser feita aos 3 anos. Queiroz Neto ressalta que a ambliopia também pode estar relacionada ao estrabismo ou olho torto e à diferença de grau entre os olhos, anisometropia.

O tratamento consiste na oclusão do olho de melhor visão para estimular o desenvolvimento do outro. Se não for feito até a idade de 8 anos se torna um problema irreparável que leva à cegueira funcional do olho mais fraco.

Miopia e olho seco

Outro estudo feito por Queiroz Neto com 360 crianças de 9 e 13 anos de idade que chegavam a ficar6 horas ininterruptas usando computador ou videogame, mostra que 21% apresentaram miopia contra a prevalência de 12% apontada pelo CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia). O médico explica que o problema surge em todas as faixas etárias, mas o esforço concentrado para enxergar de perto entre crianças faz os olhos perderem a acomodação ou capacidade de focalizar. Nos olhos míopes a visão de longe fica desfocada porque as imagens se formem antes da retina, invés de se formarem sobre ela.

Crianças e adultos também podem sentir a visão embaçada, dor de cabeça e o olho seco. É a síndrome do computador que é causada pelo esforço visual e diminuição das piscadas. Atinge 30% das crianças e 75% dos adultos.

As principais recomendações do médico para evitar a síndrome são:

  1. Posicione o monitor 10° a 20° abaixo do nível dos olhos.
  1. Mantenha a distância de 60 cm da tela do monitor.
  1. De preferência aos monitores LCD que são anti-reflexivos e de tamanho mínimo de 17 polegadas.
  1. Evite excesso de luminosidade das lâmpadas e luz natural pois as pupilas se contraem e geram cansaço visual.
  1. Regule sempre a tela com o máximo de contraste e não de luminosidade.
  1. Mantenha a tela do monitor sempre limpa.
  1. A cada hora, adultos devem descanar de 5 a 10 minutos e crianças de 15 a 30 minutos.
  1. Lembre-se de piscar voluntariamente quando estiver usando o micro.
  1. Inclua semente de linhaça e peixes gordurosos na dieta.

LDC Comunicação
Fonte LDC Comunicação 09/03/2013 ás 2h

Compartilhe

Computador pode deixar olho preguiçoso