Como avaliar o perfil e performance dos profissionais?

Fonte RMA Comunicação 11/07/2016 às h

Por Maria José Lopes*

 

A importância da área de Recursos Humanos dentro das empresas é nítida. Além de ser responsável por auxiliar a seleção de candidatos com o perfil da companhia, colabora também para a retenção desses profissionais, assegurando o bem-estar. E quando digo bem-estar não me refiro apenas a garantia de um bom ambiente. Isso é premissa básica. É preciso assegurar que o colaborador tenha, também, todas as condições necessárias para seu desenvolvimento dentro da organização. Por esse motivo, aqui nós denominamos a área como Desenvolvimento Humano, pois o principal objetivo é ajudar os colaboradores a se aperfeiçoarem profissionalmente, buscando sempre o crescimento.

 

E para trabalhar no desenvolvimento desses profissionais é preciso levar em conta dois pontos cruciais: perfil e performance.

 

Quando falamos em perfil, é preciso deixar claro que essa, normalmente é uma característica nata da pessoa, ou seja, não apresenta mudanças bruscas. No entanto, muitas vezes, o profissional precisa se moldar de acordo com a evolução da sua carreira dentro da empresa. De repente uma característica forte nesse perfil pode se tornar essencial ou até mesmo irrelevante para determinado cargo. Sendo assim, o papel de desenvolver o colaborador se faz ainda mais necessário.

 

Ainda quando falamos desse ponto, é importante deixar claro que o profissional precisa aprimorar seu perfil, buscando aperfeiçoamento contínuo por meio de cursos e especializações que possibilitem destaque em sua trajetória.

 

Já quando o assunto é performance, o que entra em jogo é o desempenho do funcionário de acordo com as metas e prazos traçados pela companhia. A análise desses pontos pode ser facilitada com indicadores que mostram a evolução de cada área e de cada cargo.

 

Vale ressaltar que para avaliar de forma correta a performance é preciso que todas as metas exigidas estejam de acordo com a descrição do cargo do profissional. Para isso, é necessário que a companhia tenha claramente todas as responsabilidade e atribuições mapeadas para cada função.

 

Ainda quando falamos em desempenho é preciso lembrar que o acompanhamento do gestor imediato deve ser contínuo. O ideal é que existam avaliações periódicas para que o colaborador possa evoluir.

 

Essa análise de perfil e performance é uma poderosa ferramenta de gestão que possibilita avaliar a postura profissional, o conhecimento técnico e o atingimento das metas. Além de permitir o aprimoramento individual do colaborador, essas análises auxiliam o alcance de metas organizacionais e a identificação de pontos que necessitam de aperfeiçoamento. 

*Maria José Lopes, gerente de Desenvolvimento Humano da Accesstage

RMA Comunicação
Fonte RMA Comunicação 11/07/2016 ás h

Compartilhe

Como avaliar o perfil e performance dos profissionais?