Comitê Paralímpico Brasileiro reelege presidente para mais quatro anos

Fonte Ascom – Ministério do Esporte* 14/03/2013 às 17h


Há quatro anos à frente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), onde conseguiu o mérito de levar o Brasil à sétima colocação nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012, Andrew Parsons foi reeleito para dirigir a entidade por mais quatro anos, ao lado dos vice-presidentes Mizael Conrado e Ivaldo Brandão.

Para o presidente, o novo mandato é a oportunidade de dar continuidade a um trabalho que vem confirmando seu sucesso com a vitória em Londres e em várias outras competições. “Conseguimos trazer o atleta para o centro das atenções e vamos continuar investindo no esporte de base, na valorização dos profissionais e na melhoria da estrutura”, ressaltou Parsons.

Segundo o presidente, o CPB tem uma meta ambiciosa e agressiva para os Jogos Rio 2016, que é alcançar a quinta colocação. “As medalhas não significarão apenas vitória para o Brasil, mas uma vitória para as pessoas com deficiência do nosso país”, afirmou Andrew.

A previsão orçamentária do comitê para 2013 é de R$ 100 milhões. Para o próximo quadriênio é maior do que estava estimado inicialmente, o que ajuda na tentativa de chegar ao quinto lugar no quadro de medalhas dos Jogos Paralímpicos 2016.

Em 2009 – 2013, em seu primeiro mandato, a verba destinada ao esporte paraolímpico foi de R$ 175 milhões, quase R$ 44 milhões por ano. No ciclo, 2005 – 2008, o orçamento total foi de R$ 77 milhões. O aumento aconteceu graças a parcerias com o governo federal por meio do Ministério do Esporte, governo de São Paulo, prefeitura do Rio de Janeiro e os patrocínios da Caixa Econômica Federal e Infraero.


*Com informações do CPB

Ascom – Ministério do Esporte*
Fonte Ascom – Ministério do Esporte* 14/03/2013 ás 17h

Compartilhe

Comitê Paralímpico Brasileiro reelege presidente para mais quatro anos