Comissão Europeia introduz imposto alfandegário sobre painéis solares chineses

Fonte Ansa flash 08/05/2013 às 16h

Segundo fontes da UE, os impostos alfandegários irão de um mínimo de 36% para um máximo de 67%

BRUXELAS, 8 MAI (ANSA) - A Comissão Europeia formalizou hoje a proposta para a introdução de um imposto alfandegário sobre os painéis solares fabricados na China por empresas acusadas de praticar dumping.

Segundo fontes da UE, os impostos alfandegários irão de um mínimo de 36% para um máximo de 67%, tendo uma média de 47%. A porcentagem dependerá do grau de colaboração que cada empresa chinesa mostrará no inquérito antidumping que está sendo realizado em Bruxelas. São cerca de cem as empresas chinesas afetadas pela decisão da Comissão Europeia.

"Esta é uma investigação que ainda está na metade de seu percurso e a Comissão ainda não pode comentar", disse o porta-voz do comissário europeu do Comércio, Karel De Gucht, salientando que a possibilidade prevista nos procedimentos da UE para introduzir medidas provisórias de emergência devem evitar que as empresas européias que estão sofrendo prejuízos encerrem suas atividades antes que as investigações sejam concluídas.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 08/05/2013 ás 16h

Compartilhe

Comissão Europeia introduz imposto alfandegário sobre painéis solares chineses