Comentário Direto de Brasília -11-08-2016

Fonte José Woitechumas 11/08/2016 às h

DIANTE DO INEVITÁVEL, DILMA É ACONSELHADA A ABANDONAR A TESE DO GOLPE

Meus caros ouvintes, leitores e telespectadores, na madrugada desta quarta-feira, de forma contundente, a maioria dos senadores aceitou o relatório do senador Antonio Anastásia, que confirmou as denúncias de que a presidente afastada Dilma Roussef cometeu atentado contra a Constituição, praticou as pedaladas fiscais e ignorou um preceito constitucional ao baixar decretos sem autorização do Congresso. Crimes palpáveis, demonstrados e majoritariamente aprovados pela Câmara e o Senado. Agora só falta o julgamento final para, se mantido o placar de ontem, afastar definitivamente Dilma Roussef da presidência da República. Não chega a ser surpresa as tentativas marqueteiras dos apoiadores de Dilma para salvá-la. Agora alguns parlamentares e advogados bem pagos, levaram uma carta ao Conselho de Direitos Humanos da OEA visando alcançar no mínimo alguma repercussão. Tudo infrutífero pois nenhuma corte irá se imiscuir em processos internos de países, ainda mais quando reconhecido internamente pela mais alta corte de Justiça do país. Assim como algum conselheiro sugeriu que Dilma apresente uma Carta à Nação. Inicialmente pretendia falar de propostas para resolver a crise do Brasil. Que, é bom lembrar, ela é a maior responsável. Detectada a bobagem que seria, a presidente afastada vai optar por falar sobre plebiscito para antecipar eleições e abandonar, por absoluta inutilidade e descrédito a idéia de que sofre um “golpe”. Outra bobagem. Não cabe mais para quem deverá ser afastada pelos meios normais e legais. O mínimo que ela deveria fazer e acredito até que o fará, é renunciar ao mandato antes do julgamento. Evitaria um vexame de ter, como ontem, uma derrota acachapante. Além de livrar-se da condenação e ter seus direitos políticos cassados por oito anos. Aliás, se tivesse uma mínimo de bom senso, já deveria ter renunciado, evitando esta canseira toda ao país e inclusive posturas ridículas de alguns políticos. Alguns foram ao Palácio da Alvorada ontem e saíram dizendo que a presidente aceitou bem a derrota, que está otimista quanto ao resultado final pois acredita na reversão de votos. Como animadores deste convescote extemporâneo estavam os senadores Roberto Requião e Kátia Abreu. Inscreveram-se no elenco da Orquestra do Titanic e certamente executarão juntos o réquiem em concerto marcado para acontecer ainda este mês. No rol das idéias brilhantes, tipo as que estão sendo sugeridas a presidente afastada, foi apoiada a que insere no discurso a ser feito hoje pelo Presidente da OAB Nacional, Cláudio Lamachia, alusivo ao Dia do Advogado, que faça criticas a algumas declarações do Juiz Sérgio Moro e do Ministério Público. Pinçar algum possível exagero de retórica de quem é reconhecidamente hoje um grande defensor do combate à corrupção e aos abusos de poderosos que não só assaltaram o país como usam das fortunas adquiridas ilegalmente para disporem dos mais bem pagos advogados para buscarem safar-se da Justiça, não ajudará a mostrar que nem todos se prestam a certas manobras. Aliás, poderia usar este espaço para enaltecer exemplos como o de Sobral Pinto, cuja visão de ética, justiça e idoneidade moral, teria mais proveito para a formação de uma consciência nacional mais justa do que a polêmica gratuita em busca de alguma manchete. Direto de Brasília, José Woitechumas.    

José Woitechumas
Fonte José Woitechumas 11/08/2016 ás h

Compartilhe

Comentário Direto de Brasília -11-08-2016