Com estádio e centro de segurança prontos, Minas se ajusta para últimos testes

Fonte Ascom - Ministério do Esporte 02/04/2013 às 19h


Belo Horizonte encerra nesta terça-feira (02.03) a série de reuniões de alinhamento e integração dos Planos Operacionais da Copa das Confederações FIFA 2013. Sexta e última cidade-sede a receber o encontro, a capital mineira foi elogiada pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que participou da abertura do evento ao lado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e do Secretário para a Copa em Minas Gerais (Secopa-MG), Tiago Lacerda.

“Minas e a sua capital têm tido um desempenho que consideramos excepcional no esforço de preparação para a Copa. Algumas obras já entregues, outras em execução, mas principalmente tudo sob o controle e rigoroso acompanhamento da prefeitura e do governo”, disse Aldo Rebelo. Com o Mineirão entregue em 21 de dezembro de 2012, Belo Horizonte teve tempo para fazer testes e já está praticamente pronta para a última prova antes da Copa das Confederações: o amistoso entre Brasil e Chile, em 24 de abril.

Agora, os esforços se concentram nos detalhes e na integração cada vez maior entre as equipes da prefeitura, do governo estadual, do governo federal, do Comitê Organizador Local (COL) e da FIFA. “Tenho certeza de que Belo Horizonte está preparada, com todos os investimentos que foram e estão sendo feitos, e que realmente colocam nosso país em outro patamar no contexto de sua inserção internacional”, afirmou o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.

“Inauguramos há 15 dias um Centro Integrado de Comando e Controle, já pensando que a operação da Copa trará um legado para Minas e para o Brasil, porque agentes de segurança estão sendo treinados. Fizemos uma completa análise de risco para esses eventos de 2013 e 2014. Foi criado um grupo de inteligência que vai ser permanente para a segurança pública. Temos já iniciado o planejamento para o jogo entre Brasil e Chile, nosso evento-teste oficial para a Copa das Confederações. Na saúde, agora em maio estão previstos dois grandes simulados, no Aeroporto de Confins e no Mineirão. Então realmente estamos afunilando o trabalho, detalhando as ações”, afirmou Tiago Lacerda.



Aldo Rebelo reforçou o legado que ficará após os grandes eventos. “Cada reunião dessa tem sido importante no sentido de que nos oferece mais segurança em relação ao desempenho do Brasil, dos estados e das capitais, das cidades-sede da Copa das Confederações. Não é apenas uma prova pela qual passaremos em junho de 2013, a Copa das Confederações é também um evento de sentido preparatório para a Copa do Mundo. Mais do que isso, esses eventos em cada uma das capitais, inclusive esse de Belo Horizonte, têm também um sentido de permanência, têm um sentido duradouro, qual seja o de credenciar nossas cidades, nossas metrópoles, nossas capitais, para grandes eventos, esportivos ou não, que o Brasil poderá acolher no futuro”, disse o ministro do Esporte.

Áreas estratégicas
Já realizado em Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife e Salvador, o evento, coordenado pelo Ministério do Esporte em parceira com o COL e cidade-sede, tem o objetivo de discutir detalhes e coordenar ações em áreas estratégicas: telecomunicações, energia, coleta e controle de ingressos, vigilância sanitária, segurança, aeroportos, transporte e mobilidade, acomodação e receptivo turístico, saúde, cultura, meio ambiente, comunicação e voluntariado. Representantes de diversos setores dos governos municipal, estadual e federal, além do Comitê Organizador Local, participam da reunião.

“Belo Horizonte é a última escala que vamos fazer nessa etapa, e posso ser testemunha do tremendo sucesso que tem sido esse tipo de reunião, com o envolvimento de todas as autoridades. Todos estão a fim de fazer dessa Copa das Confederações o sucesso que ela já demonstra ser com a venda de ingressos”, disse o CEO do COL, Ricardo Trade, em referência ao recorde de bilhetes comercializados em comparação a outras edições do evento.

Também participam da reunião em Belo Horizonte - que acontece na Cidade Administrativa e está prevista para terminar às 18h50 - o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luís Fernandes; além de representantes da Casa Civil da Presidência da República, dos ministérios do Esporte, do Planejamento, da Fazenda, das Cidades, dos Transportes, da Defesa, da Justiça, da Saúde, do Turismo, do Meio Ambiente, das Minas e Energia, da Cultura e das Comunicações, do Gabinete de Segurança Institucional, da Secretaria de Aviação Civil da Presidência, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, da Secretaria de Portos, do COL, do Governo do Estado de Minas Gerais, da Prefeitura de Belo Horizonte, entre outros.


Ascom - Ministério do Esporte
Fonte Ascom - Ministério do Esporte 02/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Com estádio e centro de segurança prontos, Minas se ajusta para últimos testes