Com alta do dólar, dívida líquida cai a menor nível da série do BC

Fonte Agência Brasil 31/05/2012 às 14h

Brasília - A dívida líquida do setor público chegou a R$ 1,514 trilhão, em abril, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (31). Esse saldo corresponde a 35,7% de tudo o que o país produz - Produto Interno Bruto (PIB). Em relação ao mês anterior, houve redução de 0,9 ponto percentual.

O BC já esperava por redução na dívida líquida em relação ao PIB. Para abril, a projeção era que essa relação ficasse em 36%, previsão levemente acima do que foi efetivamente registrado (35,7%). Esse é o menor resultado da série histórica do BC, iniciada em 2001.

A redução da dívida líquida ocorre por influência da alta do dólar. Isso acontece porque o país é credor em dólar, ou seja, as reservas internacionais e outros ativos são maiores do que a dívida externa.

A dívida líquida do setor público é um balanço de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais e das empresas estatais. Outro indicador fiscal divulgado pelo BC é a dívida bruta do Governo Geral (governos federal, estaduais e municipais), muito utilizada para fazer comparações com outros países.

Em abril, a dívida bruta do Governo Geral chegou a R$ 2,406 trilhões (56,8% do PIB), 0,4 ponto percentual acima da registrada em março. A previsão do BC para abril era que a dívida bruta em relação ao PIB ficasse em 56,2%.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 31/05/2012 ás 14h

Compartilhe

Com alta do dólar, dívida líquida cai a menor nível da série do BC