Cirurgiões-dentistas lançam campanha nacional para lembrar dos cuidados bucais nas Unidades de Terapia Intensiva

Fonte Plano A Comunicação 19/03/2013 às 20h

 

Pacientes internados em UTIs têm probabilidade de 10 vezes mais de desenvolver infecções graves

“Na UTI, lembre-se da boca!”

Esse é o slogan da Campanha Nacional desenvolvida e lançada pelo Departamento de Odontologia da AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira). As infecções se tornaram um desafio no ambiente hospitalar, sendo uma manifestação frequente no paciente grave, internado nas Unidades de Terapia Intensiva. Isso devido à condição clínica destes pacientes e a variedade de procedimentos invasivos rotineiramente realizados, que determinam uma probabilidade entre 5 e 10 vezes maior de contrair uma infecção, representando cerca de 20% do total das infecções de um hospital.

“Com o constante surgimento de evidências científicas que respaldam o papel nocivo dos comprometimentos e das infecções dentárias e bucais para a degradação do estado geral dos pacientes alocados nas Unidades de Terapia Intensiva, a odontologia passa a dividir responsabilidades com outros integrantes das equipes de saúde – especialmente nas questões referentes ao controle das infecções e da melhor oferta de conforto a esses pacientes”, afirma Dra. Teresa Márcia Morais, presidente do Departamento de Odontologia da AMIB e coordenadora da Campanha.

Segundo a cirurgiã-dentista, a falta de tratamento dentário aumenta a possibilidade de infecções e sepse (infecção generalizada) nas Unidades de Terapia Intensiva e pode causar até pneumonia — doença responsável por 30% das mortes nesse ambiente. “A higiene bucal deficiente é comum em pacientes internados em UTIs. Esse problema propicia a colonização do biofilme bucal por microrganismos patogênicos, especialmente respiratórios”, alerta.

Diversos estudos apontam as infecções hospitalares como as mais frequentes complicações do tratamento nas Unidades de Terapia Intensiva. O papel do cirurgião dentista nesse ambiente pode auxiliar muito na diminuição de infecções graves, pois porcentagem considerável dessas infecções começa pela boca.

Dra. Teresa alerta ainda que é necessário ficar atendo a alguns pontos importantes nesses pacientes. Entre eles, identificar problemas dentais e periodontais prévios à internação. “As pesquisas científicas estão conferindo as infecções bucais uma inter-relação com outras patologias sistêmicas, além de considerá-las com potencial para agravar uma condição sistêmica preexistente ou ainda, colaborar para que o indivíduo tenha maior risco de desenvolver outras doenças”, disse.

A Campanha foi desenhada para atingir vários públicos: Sociedade civil, apresentando a importância dos cuidados bucais em UTI; cirurgiões-dentistas, reforçando a necessidade da inserção e capacitação para a atuação em terapia intensiva; profissionais intensivistas, promovendo a conscientização dos benefícios gerados pela atuação do cirurgião-dentista na melhora do conforto do paciente e na redução das taxas de infecções respiratórias; e os gestores hospitalares, demonstrando a redução de custos hospitalares e tempo de internação, quando a UTI conta com o cirurgião-dentista.

Um dos itens que compõe a lista de materiais de conscientização está o “Kit Higiene Bucal”, que indica aos profissionais de saúde e familiares de pacientes internados nas UTIs o que é necessário para a higienização desse pacientes como, escovas dentárias indicando qual o tipo de cerda mais adequado para o paciente; tamanho da escova; creme dental; enxaguantes bucais; e o fio dental.

“Não se pode permitir em pleno século XXI o desconhecimento sobre o impacto da condição bucal na saúde do indivíduo, especialmente os que estão com a saúde comprometida, como os pacientes de UTI. É preciso reduzir os altos índices de infecções respiratórias que sabidamente apresentam relação com os problemas bucais e que podem levar ao óbito”, reforça Dra. Teresa.

Materiais da Campanha – Foram criados folders e cartazes especiais para cada público e o Kit de Higiene Bucal; Para os cirurgiões-dentistas haverá cursos de capacitação. (em anexo).

Plano A Comunicação
Fonte Plano A Comunicação 19/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Cirurgiões-dentistas lançam campanha nacional para lembrar dos cuidados bucais nas Unidades de Terapia Intensiva