Cinema brasileiro tem destaque no Festival de Cinema de Locarno

Fonte Agência Nacional de Cinema 07/08/2014 às 10h
Com apoio da Ancine, o cinema brasileiro terá participação destacada na 67ª edição do Festival de Cinema de Locarno, que começa nesta quarta-feira (6) e vai até o dia 16 de agosto, na Suíça. O longa-metragem "Ventos de Agosto", novo trabalho do diretor Gabriel Mascaro, foi selecionado para a Competição Internacional Principal e está na disputa pelo Leopardo de Ouro, principal prêmio do evento. O Brasil tem ainda representantes nas competições Cineastas do Presente, Leopardos do Amanhã e Sinais de Vida, além de membros nos júris oficiais, títulos em mostras não competitivas e uma seção exclusiva dedicada ao cinema brasileiro, a Carte Blanche, nos Dias de Indústria, área de mercado que acontece em concomitância com o festival.

O diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, e o assessor internacional da Agência, Eduardo Valente, também estarão presentes, representando a Agência e fornecendo suporte à comitiva brasileira no evento.

O filme de Gabriel Mascaro foi assistido pela primeira vez pelo representante do comitê de seleção de Locarno, Sergio Fant, na quinta edição do Programa Encontros com o Cinema Brasileiro, em maio, no Museu da Imagem e do Som – MIS, em São Paulo. Na ocasião, o longa tinha o título provisório de "Além Mar".

Na competição Cineastas do Presente, reservada a primeiros ou segundos filmes de seus realizadores, o festival programou a coprodução com o Uruguai "Os Inimigos da Dor / Los Enemigos del Dolor", de Arauco Hernández. O filme foi um dos contemplados pelo Edital de Coprodução Brasil-Uruguai em 2012, realizado pela Ancine em parceria com o Instituto de Cinema e Audiovisual do Uruguai – ICAU. O Brasil terá ainda o curta-metragem "O Bom Comportamento", de Eva Randolph, na competição Leopardos do Amanhã, e o longa "Com os Punhos Cerrados", de Pedro Diógenes, Ricardo Pretti e Luiz Pretti, na nova seção Sinais de Vida.

Filmes contam com apoio da Ancine para viabilizar participação no festival

Os longas-metragens "Ventos de Agosto", "Os Inimigos da Dor" e "Com os Punhos Cerrados", e o curta "O Bom Comportamento", participarão do evento com auxílio do Programa de Apoio à Participação de Filmes Brasileiros em Festivais Internacionais e de Projetos de Obras Audiovisuais Brasileiras em Laboratórios e Workshops Internacionais da Ancine. O programa auxilia produções oficialmente convidadas a participar de 80 festivais internacionais de cinema ao redor do mundo, e 27 laboratórios ou workshops.

Atriz Alice Braga e cineasta Helvécio Marins Jr fazem parte dos júris das competições oficiais

A atriz brasileira Alice Braga foi convidada para compor o quadro de jurados da Competição Internacional e ajudará a escolher o vencedor do Leopardo de Ouro. Já o diretor Helvécio Marins Jr. está entre os que decidirão os premiados na seção Leopardos do Amanhã. Na seleção de títulos que contam com a participação de membros dos júris oficiais, serão exibidos "Latitudes", de Felipe Braga, com a participação de Alice, e "Girimunho", dirigido por Helvécio, este último também com cópia de exibição fornecida pelo Programa de Apoio da Ancine. Encerrando a participação brasileira, o curta-metragem "Poder dos Afetos", de Helena Ignez, faz sua estreia internacional, e o clássico "Copacabana Mon Amour" (1970), de Rogério Sganzerla, compõe a programação da mostra retrospectiva História(s) do Cinema. O filme de Sganzerla também conta com a ajuda do Programa de Apoio da Ancine para ir ao festival.

Dias de indústria tem mostra dedicada ao cinema brasileiro

O Festival de Cinema de Locarno promove ainda, de 9 a 11 de agosto, os Dias da Indústria, espaço para troca de experiências entre profissionais do mercado. Neste ano, uma de suas seções, a Carte Blanche, terá edição especial com foco dedicado ao cinema brasileiro, em uma parceria do festival com o Programa Cinema do Brasil. Sete longas-metragens brasileiros em fase de pós-produção serão apresentados a potenciais parceiros, como gestores de fundos de investimento, programadores de festivais e agentes de vendas.

Entre as 45 produções inscritas, foram selecionados para exibição os filmes "Aspirantes", de Ives Rosenfeld; "Beco", de Camilo Cavalcante; "Nise da Silveira", de Roberto Berliner; "O Touro", de Larissa Figueiredo; "Oração do Amor Selvagem", de Chico Faganello; "Ponto Zero", de José Pedro Goulart; e "Que Horas Ela Volta", de Anna Muylaert. Um dos sete longas-metragens será premiado com 10 mil francos suíços (cerca de 25 mil reais) para ajuda na finalização.

Auxiliados pelo Programa de Apoio à Participação de Produtores Brasileiros de Audiovisual em Eventos de Mercado e Rodadas de Negócios Internacionais da Ancine, muitos dos representantes destes filmes poderão estar presentes no evento para conduzir pessoalmente as negociações, potencializando as oportunidades de inserção das obras no cenário internacional.

Confira a lista de produtores que irão aos Dias de Indústria em Locarno com apoio da Ancine

As seguintes empresas produtoras independentes receberão o apoio do programa da Ancine para a participação de seus representantes em Locarno: Gullane Entretenimento, representada por Anna Muylaert; TV Zero Cinema, representada por Roberto Berliner; Dezenove Som e Imagens Produções, representada por Jussara Nunes da Silveira; Okna Produções Culturais, representada por Graziella Calvano Ferst; Desvia Produções Artísticas e Audiovisuais, representada por Rachel Daisy Clarke Ellis; Imagem-Tempo Produções Cinematográficas, representada por Eduardo Ades Moraes; Crisis Produtivas Comunicação, representada por Ives Rosenfeld; Alumbramento Produções Cinematográficas, representada por Caroline Louise Eliano de Souza; mínima Concepção e Produção Visual, representada por José Pedro Genovese Goulart; Tu I Tam Produções Culturais, representada por Larissa Maria Fugueiredo Mendes; Matizar Produções Artísticas, representada por Mariana Cardoso Ferraz; Faganello Comunicações, representada por Éverson José Faganello; e Kinoosfera Filmes e Produções Artísticas, representada por Alexandre Silva Mroz.

De acordo com o regulamento do programa, os produtores selecionados receberão, cada um, apoio no valor de R$ 3,7 mil para viabilizarem efetivamente a participação nos Dias de Indústria do Festival de Cinema de Locarno. Todos os representantes deverão prestar contas do apoio recebido em até 60 dias do encerramento do evento.



Agência Nacional  de Cinema
Fonte Agência Nacional de Cinema 07/08/2014 ás 10h

Compartilhe

Cinema brasileiro tem destaque no Festival de Cinema de Locarno