Cientistas japoneses testam tecido que pode descontaminar áreas com radiação

Fonte Agência Brasil 31/05/2012 às 11h

Brasília – No Nordeste do Japão, na região de Fukushima, foi testado um tecido que absorve o césio radioativo na água e no solo. De acordo com os cientistas do Instituto de Ciência Industrial da Universidade de Tóquio, os resultados dos testes comprovaram a eficiência do material. A ideia é utilizar o tecido na descontaminação de áreas afetadas por radiação nuclear.

Há pouco mais de 14 meses, a região de Fukushima foi alvo de explosões e vazamentos nucleares na usina de mesmo nome. A unidade foi atingida por um terremoto seguido por tsunami e os abalos provocaram acidentes nos reatores nucleares. Em decorrência dos acidentes, cidades inteiras ao redor da usina foram esvaziadas e até hoje as pessoas moram em abrigos provisórios.

Nas pesquisas feitas pelos cientistas da Universidade de Tóquio, o tecido foi mergulhado em uma água contaminada com 20 becqueréis (unidade de medida de radioatividade) do césio radioativo por litro. As medições feitas no dia seguinte mostraram que o nível de radioatividade na água diminuiu para 8 becqueréis por litro.

De acordo com os pesquisadores, o tecido apresenta vantagens como baixo custo de produção, facilidade no transporte e no manuseio. Segundo os especialistas, quando o material estiver liberado, qualquer pessoa poderá usá-lo para descontaminar sua casa e jardim, por exemplo.


*Com informações da agência pública de notícias da Argentina, Telam

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 31/05/2012 ás 11h

Compartilhe

Cientistas japoneses testam tecido que pode descontaminar áreas com radiação