Cidades sustentáveis

Fonte Ascom - MMA 26/04/2013 às 8h

Arena montada no último dia do Encontro dos Municípios discute, em Brasília, soluções para problemas urbanos, como matriz energética mais limpa
O que são as Cidades Sustentáveis? Esse foi o tema do último dia de debates do II Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, em Brasília, onde representantes da sociedade civil e pública debateram um novo modelo econômico e social que assegure emprego e renda para a população, com qualidade de vida para essa e as futuras gerações.

Para o jornalista André Trigueiro, um dos palestrantes convidados, a sustentabilidade “é uma relação de equilíbrio ou harmonia que estabelecemos com o meio que nos cerca”. Ele destacou a importância de medidas que visem uma matriz energética mais limpa, a descontaminação do ambiente e o combate ao desperdício, entre outros.

Outras ações importantes destacadas pelo jornalista é a instalação de hidrômetros individuais, a obrigatoriedade de novas edificações que coletem água da chuva, o reuso das chamadas águas cinzas (lavabo, banheiro, máquina de lavar, etc) e o saneamento básico. “Educação de qualidade e saneamento básico são condições fundamentais para um país desenvolvido”, afirmou.

SOLUÇÕES

arena3

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, representando a ministra Izabella Teixeira, elogiou o “carrossel de sugestões de boas práticas” apresentado durante o encontro. Lembrou que grandes mudanças ocorrem no país, mas “a nossa cultura ainda é herdeira de períodos autoritários”, disse. Gaetani defendeu soluções criativas que envolvam as lideranças locais e uma mudança de comportamento em relação aos desafios do novo modelo de desenvolvimento econômico e social.

O coordenador geral do programa Cidades Sustentáveis e da Rede Nossa São Paulo, Oded Grajew, lembra que os seres humanos têm a capacidade fazer escolhas. “Sabemos que temos problemas, temos as soluções e temos recursos para resolvê-los. São apenas mal distribuídos. E isso depende de uma escolha e de tomar uma decisão de mudar”, destacou.

Outra palestrante, Florence Laloe, secretária-executiva para América do Sul do ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, enfatizou que a sustentabilidade urbana “é uma luta contra o tempo”. Laloe destacou que a questão urbana é um dos grandes desafios deste século, e a responsabilidade dos cidadãos e dos gestores é promover essa inclusão social.

A Arena de Diálogo foi encerrada pelo prefeito de Porto Alegre (RS), José Fortunati. Ele elogiou a rodada de debates “com um tema tão candente”. Elle afirmou ainda que é preciso pensar nas cidades, no cidadão e na qualidade de vida e que o encontro de três dias foi importante para promover essa troca de experiências sobre as boas práticas realizadas pelo país.

Ascom - MMA
Fonte Ascom - MMA 26/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Cidades sustentáveis