Chipre aprova medidas para receber ajuda financeira internacional

Fonte Agência Brasil* 23/03/2013 às 12h

 

Brasília - O presidente do Chipre, Nicos Anastasiades, se reúne hoje (23) em Bruxelas com representantes da União Europeia para discutir medidas destinadas a evitar a quebra financeira do país. Na noite de ontem (22), o parlamento cipriota aprovou um pacote de nove medidas para atender às exigências da União Europeia e se credenciar a ajuda internacional.

Para se qualificar ao resgate de €10 bilhões, o Chipre precisa arrecadar €5,8 bilhões de euros, o equivalente a R$15 bilhões. Os parlamentares aprovaram a criação de um fundo de solidariedade, lei que dá ao governo o poder de controlar o capital dos bancos e uma norma para reestruturar as instituições financeiras. As autoridades do país ainda precisam entrar em consenso sobre medidas mais polêmicas, como o confisco das poupanças bancárias.

O ministro das Finanças de Chipre, Michalis Sarris, disse hoje que o país conseguiu "progressos significativos" nas conversações com a Troika (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) para assegurar o resgate financeiro. Sarris está reunido com representantes da Troika discutindo os termos do acordo que pode obrigar o país a adotar uma taxa de 25% sobre os depósitos bancários superiores a cem mil euros.

*Com informações da BBC Brasil e da Agência Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 23/03/2013 ás 12h

Compartilhe

Chipre aprova medidas para receber ajuda financeira internacional