Chávez vai reforçar a segurança na fronteira com a Colômbia para impedir acesso das Farc

Fonte Agência Brasil 22/05/2012 às 10h
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que vai reforçar a segurança na fronteira do seu país com a Colômbia. A decisão foi tomada depois que 12 militares do Exército colombiano foram mortos na região de La Guajira em confrontos com integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Santos [o presidente colombiano, Juan Manuel Santos] me disse que unidades da guerrilha poderiam ter ultrapassado para o território venezuelano. Fortaleceremos o patrulhamento na fronteira devido à essa possível incursão de grupos armados. Não vamos permitir incursões de forças armadas, seja qual for sua natureza, em território venezuelano", disse Chávez.

Ontem (21) 12 militares do Exército morreram e quatro ficaram feridos durante uma emboscada atribuída às Farc, segundo autoridades colombianas, em La Guajira, uma área rural na fronteira com a Venezuela. A emboscada ocorreu na região montanhosa de Serrania de Perija, em uma área conhecia como La Majayura.

“Infelizmente, recebemos um relatório sobre a morte de 12 soldados e quatro feridos”, disse Yusti Maria Lopez, um responsável pelos serviços de segurança em Maicao, capital do departamento de La Guajira.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 22/05/2012 ás 10h

Compartilhe

Chávez vai reforçar a segurança na fronteira com a Colômbia para impedir acesso das Farc