Chávez pede à Espanha que represente a Venezuela em Israel

Fonte ANSA FLASH 19/11/2009 às 0h
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, pediu ao chanceler espanhol, Miguel Angel Moratinos, que a Espanha "represente os interesses" de seu país em Israel, segundo noticiou hoje o jornal El País.

Desde janeiro passado, a Venezuela não mantém relações com Israel. Chávez tomou a decisão de romper com o Estado israelense em protesto pela ofensiva militar na Faixa de Gaza, que deixou mais de mil palestinos mortos.

O pedido foi feito durante a visita de três dias que Moratinos fez à Venezuela, encerrada ontem. Na ocasião, foram assinados seis acordos de cooperação na área energética.

Os convênios incluem projetos de operação conjunta para as petroleiras PDVSA (estatal venezuelana) e Repsol, de capital espanhol. Por meio de um destes acordos, uma empresa mista, formada pelas duas companhias, explorará petróleo na Bacia do Orinoco, na Venezuela, em um projeto que permitirá extrair, por dia, 200 mil barris de combustível.

Contudo, o chanceler israelense, Avigdor Lieberman, afirmou à imprensa colombiana que o presidente Chávez deve desculpar-se com seu governo para que as relações entre os dois Estados sejam restabelecidas.

Lieberman considerou que neste momento não "há razão" para retomar os laços com o país latino-americano, esclarecendo, porém, não ter nenhum problema com a Venezuela.

"Hoje, não vemos razões para falar com o senhor Chávez, quando observamos suas relações com o Irã, com o Hezbollah, com o Hamas. Creio que ele deve primeiro nos pedir desculpas, depois mudar sua política e então poderemos conversar", declarou.

Ontem, Lieberman concluiu na Colômbia sua viagem à América Latina, que incluiu escalas no Brasil, Argentina e Peru. Este foi o primeiro giro de um chanceler israelense à região nos últimos 23 anos.

Durante suas visitas, ele ratificou suas críticas a Chávez, que, segundo ele, gera uma "influência muito negativa" aos países latino-americanos.
ANSA FLASH
Fonte ANSA FLASH 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Chávez pede à Espanha que represente a Venezuela em Israel