Chanceleres vão criar grupo de trabalho para discutir nova sede da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Fonte Agência Brasil/EBC * 15/05/2013 às 9h

 Bogotá - Os chanceleres dos 23 países que participaram ontem (14) da 2ª Reunião dos Estados-Parte da Convenção Americana sobre Direitos Humanos ratificaram que, antes de decidir pela transferência da sede da Comissão Interamericana de Direitos Humanos(CIDH), é preciso criar um grupo de trabalho aberto para identificar os desafios financeiros, regulamentários e funcionais para a mudança.

Vários países têm manifestado a vontade de que a sede da CIDH seja retirada de Washington porque os Estados Unidos não são signatários da convenção. "Avançar na consideração e na conveniência de que a sede da Comissão Interamericana de Direitos Humanos esteja localizada em um Estado signatário, por meio da criação de um grupo de trabalho, encabeçado pelo Uruguai e Equador", informou a declaração conjunta lida pelo chanceler boliviano, David Choquehuanca.

A declaração aponta que o grupo deverá considerar os impactos sobre os países menores e que um relatório sobre o tema deverá ser apresentado em junho, durante a Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA).

* Com informações da Multiestatal Telesur

Agência Brasil/EBC *
Fonte Agência Brasil/EBC * 15/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Chanceleres vão criar grupo de trabalho para discutir nova sede da Comissão Interamericana de Direitos Humanos